Scomi assume mais projetos do monotrilho da Linha 17

Empresa malaia agora é responsável por vários sistemas de operação, controle, equipamentos de track switch, entre outros

Monotrilho da Scomi: novas tarefas na Linha 17

Com já havia adiantado recentemente, a Scomi, fabricante dos monotrilhos que operarão em duas linhas no Brasil, assumiu mais tarefas no projeto da Linha 17 – Ouro. A empresa malaia anunciou na semana passada ter assinado um novo contrato com o Metrô de São Paulo no valor de cerca de R$ 430 milhões para fornecer boa parte dos sistemas de operação da linha.

O contrato inclui vários itens antes de responsabilidade do consórcio Monotrilho Integração, do qual faziam parte as construtoras Andrade Gutierrez e CR Almeida, além da MPE e da própria Scomi – ambas tinham um acordo de montagem dos trens numa fábrica da MPE no Rio de Janeiro.

Com a rescisão por parte do Metrô, a Scomi manteve-se no projeto, mas com tarefas específicas. A empresa, inclusive, está construindo uma fábrica no interior de São Paulo que produzirá não só as composições da Linha 17 como também da Linha 18, onde é sócia na PPP.

Entre as novas atividades da Scomi estão a instalação dos sistemas de sinalização, energia e controle de operação, instalação de rede de fibra ótica e os equipamentos de ‘track switch’, que permitem que os trens mudem de via.

Prazo de inauguração em março de 2018

“O Metrô de São Paulo solicitou que a Scomi assumisse novas tarefas para acelerar a finalização do projeto. Eles têm sido bons clientes e, durante essa fase de desafios, mantiveram o projeto sem rupturas”, declarou Ms Rohaida Ali Badaruddin, CEO da Scomi Engineering.

No comunicado, a Scomi divulga a data de inauguração da linha em março de 2018 e que com os 8,8 km iniciais transportará 20,6 mil pessoas por hora.

Ver comentários

  • E Que a Linha 17 Ouro do Metrô em Monotrilho Ligue do Jaguaré, na Zona Oeste Até a Vila Prudente, na Zona Leste Para Facilitar a Ida do Ipiranga Até o Jabaquara e Desafogar as Rodovias: Anchieta, dos Imigrantes & Régis Bittencourt

This website uses cookies.