‘Tatuzão’ da Linha 6-Laranja recebe primeiro lote de anéis de concreto para os túneis

Primeiras aduelas foram levadas da fábrica em Perus por dois caminhões até o VSE Tietê, onde serão transportadas para o shield que escavará os túneis do ramal
VSE Tietê já conta com as esteiras para retirada do material escavado e uma área de despejo (iTechdrones)

A Acciona realizou nesta manhã o transporte da 1ª carga de aduelas que formarão os túneis da Linha 6-Laranja até o VSE Tietê, local de onde partirão os dois “tatuzões” da obra.

O comboio formado por duas carretas estava programado para deixar a fábrica de aduelas da empresa em Perus às 9 horas, com chegada estimada para até às 10h no canteiro localizado na Marginal Tietê.

As aduelas formam os anéis de concreto que são montados pelo shield à medida que ele escava e avança no subsolo. São peças que se encaixam e possuem formato único para cada etapa dos túneis, ou seja, são feitas sob medida na unidade fabril próxima ao Rodoanel.

A área preparada pela Acciona para receber o material escavado (iTechdrones)

A expectativa do governo do estado é que a escavação pelas tuneladoras comece ainda em dezembro. Imagens aéreas do canal iTechdrones mostraram nesta semana que a Acciona está concluindo uma enorme área onde será descarregado o material escavado pelos tatuzões.

Para retirar a terra do subsolo, a empresa instalou uma esteira em três partes e que despejará o material no compartimento, de onde serão levadas para aterros por caminhões.

O TBM Sul, como também é chamado, terá de escavar quase 10 km de túneis até pouco depois da estação São Joaquim enquanto o TBM Norte terá um trajeto menor, porém, mais complicado já que avançará em meio a um subsolo rochoso. A Acciona começou a montá-lo, como revela o vídeo do canal.

A Linha 6-Laranja tem previsão de conclusão em outubro de 2025.

Peças do TBM Norte como a roda de corte estão sendo montadas para serem içadas para o poço em breve (iTechdrones)
Total
15
Shares
Previous Post

Metrô deve relançar licitação de venda de sua ex-sede na Rua Augusta

Next Post

Veja a decisão da Justiça que confirmou a BYD à frente da fabricação dos trens da Linha 17-Ouro

Related Posts