Destaques Linha 17 Linha 5

Governo vai oferecer concessão das Linhas 5 e 17 no exterior

Equipe do estado, que inclui o secretário de Transportes Metropolitanos, apresentará projeto para empresas na Europa

Acesso da estação Brooklin, da Linha 5

Ao contrário de outras licitações recentes, que acabavam tendo como principais participantes grandes construtoras, a concessão das Linhas 5 e 17 do Metrô deve atrair operadoras de transporte ferroviário. E por isso é bem possível que um grupo estrangeiro saia vencedor do certame, que tem previsão de ir a leilão no dia 4 de julho. Não é à toa que uma missão liderada pelo secretário de Transportes Metropolitanos Clodoaldo Pelissioni irá até Bruxelas, na Bélgica no dia 18 próximo.

A intenção é apresentar o projeto de concessão para interessados na Europa, informa o jornal Valor Econômico. Pelo menos 200 empresas foram convidadas para a apresentação, de acordo com Pelissioni. O vencedor terá como principal receita a remuneração de R$ 1,73 por passageiro transportado, não importando se embarcando nas duas linhas ou vindo de outras linhas não administradas. Além disso, poderá explorar comercialmente as estações. O valor mínimo de outorga é R$ 190 milhões, mas o governo espera um bom ágio caso haja vários concorrentes.

Juntas, a Linha 5 (completa em 2018) e Linha 17 (prevista para operar no segundo semestre) devem transportar cerca de 1 milhão de pessoas por dia. Será a primeira das concessões ferroviárias planejadas por Alckmin. Ainda neste ano é esperada a licitação das linhas 8 e 9 da CPTM e da linha 15 do Metrô.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Leave a Comment