Começam demolições para construção da estação Perdizes da Linha 6

Avatar
Estação ficará localizada na avenida Sumaré e terá 15 mil metros de aérea construída, incluindo um acesso secundário. Veja imagens aéreas do local
Máquinas derrubam antiga agência bancária (iTechdrones)

Os imóveis na avenida Sumaré, incluindo uma antiga agência bancária e uma concessionária, estão fechado há anos, desde que foram desapropriados pelo governo do estado para a construção da estação Perdizes, da Linha 6-Laranja do Metrô.

No entanto, com os problemas da ex-concessionária Move São Paulo que suspendeu as obras do ramal em setembro de 2016, a área acabou intocada nesse período. Felizmente, esse cenário acaba de mudar.

Novo voo do drone do canal iTechdrones flagrou a Acciona iniciando o processo de demolição e remoção de material nos terrenos que darão espaço ao canteiro de obras. O trabalho ainda deve levar várias semanas já que os imóveis são bastante grandes, mas é provável que no segundo semestre já possamos ver funcionários e máquinas preparando o terreno para a fase de escavação.

Perdizes, com 15 mil m² de área útil, será construída pelo método VCA (Vala a Céu Aberto), o que exige uma grande área de terreno para acomodar o poço com 136 metros de comprimento, 30 metros de largura e 33 metros de profundidade – quando pronta, as plataformas ficarão a 28 metros da superfície.

Embora seja uma das estações mais rasas, por conta da localização no fundo de um vale, Perdizes exigirá cuidados na escavação por ser cercada por muitos edifícios. E que poderão ser mais numerosos à medida que a obra avance, isso porque o drone do canal também mostrou ao menos dois terrenos sendo limpos para empreendimentos privados.

Possivelmente se tratam de futuros edifícios residenciais, aproveitando a perspectiva de contar com uma estação de metrô nas proximidades.

Corte da futura estação Perdizes da Linha 6-Laranja (Systra)

Como todas as estações da Linha 6, Perdizes terá plataformas laterais já que os dois tatuzões têm um diâmetro para escavar o chamado túnel duplo, que comporta ambas as vias. A parada do ramal terá três pisos, sendo um mezanino com pé direito bastante alto onde estarão os bloqueios, um mezanino intermediário e o nível de plataforma.

Localizada após SESC-Pompéia, Perdizes será a quarta estação a ser visitada pelo shield, possivelmente em algum ponto de 2023.

Total
36
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Vídeo das obras da estação Vila Sônia mostra instalação dos sistemas nas vias

Next Post

Entenda como serão as obras na estação Luz e que incluem um acesso a Sala São Paulo

Related Posts