Linha 13 terá oito viagens diárias entre Brás e o aeroporto de Guarulhos

Serviço expresso permitirá reduzir tempo de viagem e número de conexões. Governo ainda fala em check-in antecipado nas estações
Estação Engenheiro Goulart (Divulgação/CPTM)
Estação Engenheiro Goulart, de onde partirão os trens regulares da Linha 13 (Divulgação/CPTM)

A abertura da Linha 13-Jade deve ocorrer apenas daqui a um ano, mas os planos da CPTM e do governo do estado sobre sua operação estão adiantados. Primeira ligação ferroviária entre o maior aeroporto do país e a rede de trens e metrô, o ramal estreará com uma extensão modesta e apenas três paradas. Por isso, a gestão Alckmin estuda formas de torná-la mais atraente aos passageiros que passam pelo terminal aeroportuário.

Uma das medidas estudadas agora já é considerada certa: o serviço expresso entre Brás e a estação Aeroporto Guarulhos. Segundo a CPTM, serão oito partidas diárias que percorrerão o trecho em 30 minutos, tempo bem inferior ao que deverá levar o passageiro que usar o serviço normal. Nesse caso será preciso fazer baldeação em Brás ou Tatuapé para acessar a Linha 12-Safira até a estação Engenheiro Goulart. Apenas nela será possível chegar à Linha 13.

A mudança, no entanto, criará uma situação complexa. Para chegar até Brás a Linha 13 terá de usar as vias da Linha 12 e para isso são dois caminhos, reduzir o intervalo ou aumentá-lo para colocar os trens expressos. Outra dificuldade no horizonte é qual frota de trens utilizar de forma provisória já que a licitação para compra dos oito trens da Linha Jade está suspensa. Há rumores que a Série 9000, coincidentemente com oito composições, será deslocada para a função, porém, isso exigirá que ela receba o sistema ATO de sinalização, que será usado nesses trechos.

No projeto vislumbrado pela CPTM, a estação Brás não está nos planos da Linha 13. Em vez disso, ela seguirá no sentido sudoeste, passando pela região do Carrão e Moóca até fazer conexão com as linhas 2 e 5 do Metrô na estação Chácara Klabin.

Projeção da estação Aeroporto Guarulhos da Linha 13: check-in antecipado nos planos

Check-in antecipado

Se o serviço expresso parece algo natural na introdução da nova linha, uma novidade já aventada pelo governo parece menos palpável. É a oferta de check-in antecipado e despacho de bagagens aos passageiros que seguem para o aeroporto. A ideia é que eles possam fazer check-in em totens e imprimir as etiquetas de bagagem que seguiriam para o aeroporto já a partir da estação, livrando os usuários de carregar suas malas nos ônibus que farão a ligação da linha com os terminais.

Embora interessante, a proposta esbarra numa grande questão: afinal, qual será a participação dos passageiros do aeroporto na demanda da Linha 13? Pelo perfil dos usuários das companhias aéreas, esse público parece pequeno, ao menos num primeiro momento. Acostumados a viajar com muitos volumes (apesar da recente mudança na cobrança de bagagem), esses passageiros podem relutar em optar por um trajeto longo e cheio de baldeações.

Outros fatores que podem espantar esse tipo de público são a provável lotação da linha, que absorverá muitos passageiros que moram na região do Parque CECAP e imediações. Se a Linha 13 tiver a lotação de outros ramais da CPTM é pouco provável que alguém se aventure a usá-la. E ainda há o eterno receio com segurança afinal muita gente chega de viagem com compras e objetos valiosos.

Por essas razões, talvez seja cedo para pensar em soluções para usuários do transporte aéreo. Se a nova linha servir aos funcionários do aeroporto e moradores da região já será um grande avanço, sem dúvida.

Total
9
Shares
4 comments
  1. “No projeto vislumbrado pela CPTM, a estação Brás não está nos planos da Linha 13. Em vez disso, ela seguirá no sentido sudoeste, passando pela região do Carrão e Moóca até fazer conexão com as linhas 2 e 5 do Metrô na estação Chácara Klabin.”

    Planos de longuíssimo prazo, coisa que o GESP não anuncia. Até lá, quantas trocas de linha metroferroviária uma pessoa teria de fazer se a Linha 13 parar em Eng. Goulart?

  2. Sobre esse serviço expresso, vai valer só no sentido Aeroporto-Guarulhos ou no sentido Brás também vai ter?

  3. Além de ser um projeto que já está quase 8 anos atrasado e vai ficar muito feio pra quem vê de cima pelos avião e pra nós que andamos de carro temos que ver aqueles cabos expostos pra alimentação dos trens um atraso no que diz modernidade ????
    Valter Guarulhos

Comments are closed.

Previous Post
Fábrica dos anéis dos túneis da Linha 6-Laranja, em Perus

Governo do estado dá mais 15 dias de prazo para Move São Paulo

Next Post

Leilão de concessão das linhas 5 e 17 é remarcado para 28 de setembro

Related Posts