Destaques Linha 15

Obra do córrego sob a Linha 15-Prata é concluída

Expansão do monotrilho agora deve ganhar ritmo com início das obras das estações São Lucas, Camilo Haddad e Vila Tolstói
Futura estação Camilo Haddad (foto: Sergio Mazzi)
Futura estação Camilo Haddad (foto: Sergio Mazzi)
Futura estação Camilo Haddad (foto: Sergio Mazzi)
Futura estação Camilo Haddad (foto: Sergio Mazzi)

A polêmica obra de desvio do córrego da Moóca, que passa por baixo da avenida Anhaia Mello, na Zona Leste, chegou ao fim neste fim de semana de Páscoa. Motivo de atraso da expansão da Linha 15-Prata, o córrego teve seu curso retificado justamente onde serão erguidas as estações São Lucas, Camilo Haddad e Vila Tolstói, as próximas após Oratório.

Futura estação São Lucas (foto: Fernando Giolo)
Futura estação São Lucas (foto: Fernando Giolo)

No sábado, a via sentido bairro da Anhaia Mello foi liberada na altura da futura estação São Lucas, após a concessionária responsável pela obra das estações cobrir o remanejamento do córrego e asfaltá-lo. Com isso, o último trecho interditado foi liberado e nas próximas semanas as obras da estação começará de fato – até agora apenas acessos estão sendo executados.

Há algumas semanas, as outras duas estações atingidas pelo problema tiveram sua construção iniciada, com a chegada de perfuratrizes aos canteiros (veja imagens).

Erro de projeto

A mudança no projeto do trecho foi revelada pelo jornal Folha de São Paulo em dezembro de 2014. Na época, o Metrô negou o imprevisto embora tivesse reconhecido que seria necessário refazer o projeto original, que não havia considerado um risco realizar fundações em meio ao córrego.

A previsão de conclusão das obras de remanejamento era de 18 meses e acabou sendo feita em 15 meses. A segunda fase da Linha 15, a primeira a utilizar o modal monotrilho, prevê a chegada até São Mateus, onde fará ligação com o corredor ABD. Serão 10 estações, parte delas em fase mais avançada de obras comparada às três estações citadas.

Futura estação Vila Tolstói (foto: Sergio Mazzi)
Futura estação Vila Tolstói (foto: Sergio Mazzi)

O governo do Estado fala em inaugurar o novo trecho em 2018 o que ampliaria a rede do Metrô em mais 10 km.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment

Airway