Trens do Metrô, CPTM e concessionárias funcionam neste domingo sem cobrança de tarifa

Gratuidade foi estabalecidade pelo governo para facilitar o deslocamento dos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Acesso ao sistema está liberado das 9h às 21h
Estação Brigadeiro (Jean Carlos)
Estação Brigadeiro (Jean Carlos)

Assim como ocorreu na semana passada, as viagens nos trens do Metrô, CPTM, ViaQuatro e ViaMobilidade são realizadas neste domingo, 12, sem cobrança de tarifa.

A medida foi tomada pela governo do estado para facilitar o deslocamento dos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A gratuidade vale entre as 9h e 21h, no entanto.

A isenção foi publicada numa edição extra do Diário Oficial do Estado na quinta-feira (2) e também inclui os serviços de ônibus da EMTU nas regiões metropolitanas.

Siga o MetrôCPTM nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

“O Governo de São Paulo vai monitorar o fluxo de passageiros nos veículos da EMTU e no transporte sobre trilhos para avaliar a necessidade de reforço perto dos horários de início e encerramento das provas”, explicou a gestão em nota.

Na capital paulista, a insenção da tarifa no Metrô, CPTM e EMTU funciona em acordo com os ônibus da SPTrans, conforme deliberação da Prefeitura de São Paulo.

Trem da Série 8500 chegando na estação Barra Funda (Jean Carlos)
Trem da Série 8500 chegando na estação Barra Funda (Jean Carlos)

Total
0
Shares
Antes de comentar, leia os termos de uso dos comentários, por favor
9 comments
  1. Um gesto bem intrigante. Esse mesmo governador entrou com liminar na justiça, impedindo os grevista do transporte sobre trilho pudesse trocar a greve por catraca livre. Segundo ele, isso ia dá prejuízo aos cofres públicos. Bem contraditório, mais é o que podemos esperar de um político que acabou de agraciar o grupo CCR/IMOBILIDADE com R$ 300 mi devido a queda de arrecadação na linha 5 Lilás durante a pandemia.

    1. Você não entendeu
      Não existe almoço grátis
      As viagens que acontecerem hoje serão pagas pelo governo para as operadoras .
      O governo não agraciou ninguém com dinheiro , simplesmente cumpriu o que está previsto no contrato de concessão. Se não cumprisse , seria acionado na Justiça para cumprir.
      Simples assim

    2. Não tem nada de intrigante. A aplicação da prova do ENEM é um evento de interesse público e pode ser custeado pelo estado com anuência do Tribunal de Contas. A greve dos metroviários não é um evento de interesse público e causaria lesão grave aos cofres públicos sem benefícios para a sociedade.

      Suas acusações são sérias (alegar que o governo agracia a concessionária com recursos não previstos no contrato). Procure o MP, entregue as provas ou admita que não sabe o que fala e fez acusação falsa.

      1. A greve é um direito constitucional e sua legalidade ou não cabe julgamento do TRT.

        O governo não concede gratuidade no dia de greve porque sabe que isso joga contra ele diante da opinião pública, pois utilizam da paralisação para desmerecer a luta dos trabalhadores e jogar a classe trabalhadora uma contra a outra.

        se realmente o governo tivesse preocupado com a população, primeiramente não deixaria chegar em uma situação de greve, governo precisa ter diálogo. E segundo, liberaria as catracas em uma situação mais crítica. (2)

  2. hoje em dia está difícil mesmo porque se a pessoa faz alguma coisa para favorece o próximo e porquê tem interesse se não faz e porque não presta . bem cada um tem a sua opinião a minha e que transporte público tem que ser de graça porque na verdade a frase de graça e uma mentira porque nós já pagamos nós empostos mais fazer oque isso e Brasil rei de combranca de tributos a sua magestade que estiver no poder e não e só neste governo não isso e desde sempre colônia de Portugal

  3. A greve é um direito constitucional e sua legalidade ou não cabe julgamento do TRT.

    O governo não concede gratuidade no dia de greve porque sabe que isso joga contra ele diante da opinião pública, pois utilizam da paralisação para desmerecer a luta dos trabalhadores e jogar a classe trabalhadora uma contra a outra.

    se realmente o governo tivesse preocupado com a população, primeiramente não deixaria chegar em uma situação de greve, governo precisa ter diálogo. E segundo, liberaria as catracas em uma situação mais crítica.

    1. Não é permitido por lei conceder gratuidade em dia de greve, isso é improbidade. Nenhum governante quer ser punido por improbidade e perder seus direitos políticos.

      E cabe ao sindicato propor diálogo, porém o sindicato dos metroviários é controlado atualmente por membros de um partido político que usa a categoria como massa de manobra para seus objetivos eleitorais.

Comments are closed.

Previous Post
Trens da Linha 7-Rubi farão parada em Barra Funda (Jean Carlos)

Fim do Serviço 710 é certo e irreversível, aponta estudo do Trem Intercidades

Next Post
Trens deverão passa por testes e correções antes de entrarem em operação (Jean Carlos)

Acordo entre o Ministério Público e ViaMobilidade Linhas 8 e 9 segue paralisado

Related Posts