Destaques Linha 13

A “dança” dos trens da Linha 13-Jade

Depois de estrear com a nova Série 9500 ramal contará com os trens da Série 9000 antes de receber sua própria frota em 2019
Série 9000: trem mais desgastado deve assumir operação na Linha 13 (GESP)

Passada a fase de “vitrine eleitoral”, a operação da Linha 13-Jade da CPTM vai se adaptando à sua realidade. E isso inclui a troca dos atuais trens que operam no trecho por uma frota mais antiga e desgastada.

Segundo informações que circulam em redes sociais e também por imagens de testes sendo realizados, a Linha 13 passará a utilizar a Série 9000 assim que os serviços Connect e Airport-Express estrearem. Hoje o ramal utiliza os trens mais novos da CPTM, a Série 9500, de origem coreana, e considerados os mais vistosos da empresa. Mas essas composições estão destinadas à Linha 7-Rubi principalmente e foram emprestadas para a Linha Jade para permitir que ela abrisse a tempo de ser inaugurada pelo ex-governador Geraldo Alckmin.

Agora, que é necessário circular pelas vias da Linha 12-Safira e 11-Coral para estrear os serviços expressos, a Série 9500 dará lugar a esses trens construídos pela Alstom e entregues a partir de 2014 mas que passaram por longos testes e problemas. Para o usuário haverá a sensação de que a Linha 13 perdeu um pouco do ar de novidade, mas isso deve demorar pouco mais de um ano quando então chegarão ao Brasil os trens da Série 2500, encomendados especialmente para esse ramal e que serão fabricados pelo consórcio Temoinsa e Sifang, da China.

Aliás, projeções fiéis ao projeto também surgiram nesta semana revelando que a Série 2500 será diferente das imagens divulgadas pelas empresas na época em que o contrato foi assinado. Elas mostram um trem com linhas mais parecidas com as séries 8500 e 9500, ou seja, incluem uma proteção lateral no alto do vagão e internamente bagageiros não só próximos à passagem entre os carros como também por cima dos assentos, um dos requisitos da concorrência. A previsão é que esses trens comecem a ser entregues a partir do final de 2019, mas terão que passar por testes na CPTM antes de iniciar serviços.

Interior do Série 9000: padrão mais simples que os novos Série 9500 (GESP)

Mais atrasos

Na semana que passou alguns trens da Série 9000 foram vistos em testes entre Engenheiro Goulart e Brás, futuro percurso do serviço Connect que atrasou novamente, segundo informação enviada para o site Via Trolebus pela CPTM. Agora tanto o Connect quanto o Airport-Express (que chegará à Luz) foram previstos para o final de setembro – a última informação obtida por este site por uma fonte apontava a estreia do primeiro ainda nesta semana e o segundo no início de setembro.

Os motivos alegados seriam incompatibilidades entre os sistemas da Alstom (Série 9000) e de sinalização, a cargo da Siemens e que já haviam atrasado a ampliação do serviço.

Veja também: É muito cedo par dizer que a Linha 13 foi um erro

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

5 Comentários

Click here to post a comment
  • Olha, prestando um serviço bom, decente, que chegue sem problemas ao aeroporto, está ótimo. Não vejo nenhum problema na utilização desses trens enquanto a frota coreana não chega.

  • Alguém saberia me dizer o motivo dos trens da linha 7 rubi operarem com velocidade reduzida entre as estações Jaraguá e Pirituba diariamente? Certa vez perguntei a um colaborador da CPTM e o mesmo informou que isso ocorre devido ao trecho possuir uma curvatura acentuada e estar em declive. Porém em algumas raras ocasiões, os trens operam com a velocidade normal neste trecho , o que invalida esta teoria.
    Acredito que esta lentidão neste trecho ocorre para não sobrecarregar o desembarque do já saturado terminal Barra-Funda. Seria este o motivo?

  • Gostaria de saber como eu posso chegar a estação Luz se eu vier do aeroporto de guarulhos pela opção Connect que finaliza na estação Bras ? tenho que comprar outro bilhete da estação Bras ate a Luz ? usando a linha vermelha ?

    • Eduardo, bom dia. Após desembarcar no Brás, precisará apenas ir até a plataforma da Linha 11, que é o trem que vai para a Luz. Não há necessidade de comprar outra passagem, tanto para as transferências entre os trens da CPTM como para o Metrô.

  • Não vejo problemas, é bom para a linha 7 que terá seus 9500 de volta….e bom para a linha 11 pq receberá os 8500 da linha 7 e ambas terão frota padronizada.

    Além disso é provisório até chegar a série 2500…

Posts mais compartilhados

AUTOO