Destaques Linha 5

Abertura das novas estações da Linha 5-Lilás deve ficar para setembro

Trabalho para finalizar as estações Alto da Boa Vista e Borba Gato atravessou o fim de semana a fim de entregar obra para o Metrô até o dia 31
A estação Borba Gato nesta segunda, 28: sem tapumes, visual mudou a região
A estação Borba Gato nesta segunda, 28: sem tapumes, visual mudou a região

Passavam das 7 horas da manhã deste domingo (27) e já havia movimento de trabalhadores nas estações Borba Gato e Alto da Boa Vista na região de Santo Amaro. O consórcio Contracta Telar corre para finalizar as duas paradas da Linha 5-Lilás a fim de permitir a abertura do trecho (junto com Brooklin, já finalizada) ainda em agosto. A abertura, prometida pelo governador Geraldo Alckmin, no entanto, deve ficar para a primeira semana de setembro, por volta do feriado de 7 de Setembro.

Segundo o blog apurou, as construtoras estão correndo para entregar as duas estações com a mínima condição operacional, deixando para depois trabalhos que não comprometam o funcionamento dessas paradas – a data que circula no canteiro é 31 de agosto, a próxima quinta-feira.

Em passagem pelas estações, o blog constatou que Alto da Boa Vista está praticamente concluída, faltando apenas a sinalização e trabalhos menores como a finalização dos elevadores. Já Borba Gato está num ritmo alucinante, com trechos de rua, calçada, jardins e outros detalhes sendo feitos às pressas, como mostram as imagens da galeria.

Teste bem sucedido

Além do corre-corre nas obras, a Linha 5-Lilás também passou por um teste com o sistema CBTC neste domingo. Apenas o trecho novo, entre Adolfo Pinheiro (que ficou fechada) e Brooklin foi percorrido num modo semi-automático – quando o operador comanda o trem, mas vários sistemas estão ativos por segurança. É nesse esquema que as três estações poderão ser abertas: com um trem percorrendo o trecho apenas, semelhante ao que ocorre na Linha 15-Prata. Segundo o funcionário ouvido pelo blog, o teste foi bem sucedido, com a composição realizando os testes até o começo da noite.

Com as novas estações, o Metrô de São Paulo ganhará mais três quilômetros de extensão, ultrapassando os 80 km de rede (contando com a Linha 4, administrada pela ViaQuatro).

 

Leia no Lulica
A nova onda da proteína vegetal 30/6/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway