Confira o avanço das obras para a troca de piso na estação Palmeiras-Barra Funda

O investimento da ordem de R$ 12,9 milhões trará uma série de melhorias na estação. O novo modelo de piso já foi implantado na parte norte do mezanino e está em fase de finalização nas plataformas 1 e 2
Obras para troca de piso na estação avançam (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A CPTM está realizando diversos investimentos para a melhoria de suas estações. Entre as diversas benfeitorias em curso destaca-se a troca dos pisos na estação Palmeiras-Barra Funda que está substituindo as tradicionais placas de borracha por peças de granito.

O processo de substituição dos pisos está ocorrendo por etapas de forma que as obras possam ocorrer com o mínimo de interferência na operação comercial. Atualmente as plataformas 1 e 2, que são utilizadas pelos trens da Linha 8-Diamante, já estão com os trabalhos praticamente finalizados.

Pisos na plataforma 1 e 2 (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

Outro ponto que também se destaca é a parte norte do mezanino que dá acesso às plataformas 7, 8, 9 e 10. Essas plataformas são alvos de uma licitação que promoverá a reativação e modernização do ambiente, uma das iniciativas que viabiliza o retorno dos trens das Linhas 11- Coral e 13-Jade ao terminal intermodal.

Atualmente os trabalhos avançam para as plataformas 3 e 4 que também são utilizadas pela Linha 8-Diamante. Parte da área já está isolada com tapumes para que os serviços possam ser executados.

Mezanino com pisos trocados (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

No mezanino o avanço ocorre nas proximidades do acesso das plataformas da Linha 7-Rubi. Por se tratar de uma linha com grande demanda a CPTM possivelmente poderá adotar medidas especiais para melhor atender aos passageiros, como a utilização da plataforma 7 que é aberta em situações específicas durante a operação comercial.

A troca dos pisos, além de promover a melhoria estética da estação, reduz de forma substancial os gastos com limpeza e manutenção, uma vez que as peças de granito são mais duráveis. Em algumas ocorrências o piso de borracha pode se desgrudar da superfície causando acidentes, situação que pode ser contornada com a instalação dos pisos de granito.

O contrato para a troca dos pisos foi orçado em R$ 12,9 milhões e possui prazo para conclusão de 12 meses com previsão de término das intervenções em maio de 2022

Total
13
Shares
Previous Post

Após fracasso inicial, CPTM volta a lançar concessão das estações Mogi das Cruzes, Jundiapeba e Estudantes

Next Post

Metrô e CPTM embarcaram 120 milhões de passageiros em outubro

Related Posts