CPTM afirma que reduziu tempo de viagem na Linha 12-Safira de 62 para 52 minutos

Avatar
Companhia afirma que melhorias na sinalização e obras ao longo do ramal permitiram uma reduação de 10 minutos no tempo total de deslocamento
Trem da Linha 12-Safira: média de velocidade subiu de 37 para 45 km/h com melhorias (CPTM)

A CPTM e a Secretaria dos Transportes Metropolitanos anunciaram nesta quarta-feira, 1º de julho, que a Linha 12-Safira, que liga a estação Calmon Viana, no extremo leste da Grande São Paulo, à estação Brás, no centro, teve seu tempo total de viagem reduzido em 10 minutos. O trajeto, que era feito em média em 62 minutos agora é realizado em 52 minutos, graças a obras concluídas em alguns trechos e a melhoria na sinalização, afirma a empresa.

“As intervenções que vêm sendo realizadas na Linha 12 têm o empenho da equipe da CPTM para atender uma reivindicação antiga dos passageiros pela redução do tempo de viagem. Hoje, a redução de 10 minutos já é uma realidade. Outras obras estão sendo feitas, outros projetos estão sendo pensados para que a gente consiga reduzir ainda mais”, afirmou Alexandre Baldy, executivo da pasta.

Segundo o gerente de manutenção de via permanente e estrutura civil da CPTM, Sérgio Luís Silva, “desde 2019 fizemos diversos estudos que mostravam que, com a modernização dos trens que circulam na via, seria possível aumentar a velocidade em alguns trechos”.

Um dos grandes gargalos do ramal se localizava próximo à futura estação Tiquatira, porém, uma obra da prefeitura de São Paulo no córrego de mesmo nome permitiu o aumento da velocidade no local, que fica entre as estações Engenheiro Goulart e Tatuapé. Segundo a CPTM, a expectativa é que o tempo de viagem caia ainda mais já que há outras obras próxima a São Miguel Paulista e Calmon Viana que permitirão aos trens circularem com maior velocidade.

Média de velocidade baixa

A Linha 12-Safira é a segunda menos movimentada da CPTM, à frente apenas da Linha 13-Jade, que hoje tem intervalos bastante altos e um sistema de sinalização ainda incipiente. Mas o ramal circula com trens lotados devido à baixa oferta de trens, o que tornava a viagem ainda mais cansativa com as constantes reduções de velocidade em certos trechos.

A modernização nas vias, no entanto, ainda pode ser melhorada. A companhia tem uma licitação em andamento para reduzir o intervalo médio dos trens para 3 minutos, o que permitirá que os passageiros fiquem bem menos tempo esperando pela próxima conexão.

Originalmente chamada de “Variante de Poá”, a linha foi construída pela Estrada de Ferro Central do Brasil há um século, como um caminho alternativo para o eixo principal da ferrovia, que hoje se tornou a Linha 11-Coral. São apenas 13 estações no trecho, muitas delas modernizadas e mas algumas de aspecto bastante simplório como Manoel Feio.

Ou seja, os trens da Linha 12 deveriam manter uma velocidade média alta, afinal a distância entre as estações é de cerca de 3 km, também em média. No entanto, até antes da anunciada redução, as viagens no ramal tinham uma velocidade média de apenas 37 km/h, similar à Linha 5-Lilás, que possui 20 km e 17 estações – e portanto, mais tempo desacelerando e parando. Com as melhorias, agora a Linha Safira passa a ter uma velocidade média de 45 km/h.

A expectativa é que o ramal passe a receber mais composições à medida que a CPTM introduza os oito trens da Série 2500 na Linha 13 e libere os 9000 para outras linhas.

Total
20
Shares
4 comments
  1. A Linha 12 tem tudo pra ser uma das melhores da CPTM quando alguns problemas forem resolvidos, como a redução do intervalo (que chega a 10min em determinados horários), a extensão até Suzano e a recontrução das 3 estações de Itaquaquecetuba. Mas ótimo que já estão feitas algumas melhorias que já ajudam (e muito) quem depende dessa linha.

  2. Entendo ser esta redução de tempo de viagem da Linha 12-Safira um grande avanço, visto que devemos lembrar que ela é paralela as duas mais concorridas do sistema que são as Linhas 3-Vermelha e 11-Coral que já estão ultra saturadas, além de ser definida como a linha tronco da linha 13-Jade, que possui uma intenção de ser expandida para um local estratégico de Guarulhos, simplesmente o maior município do Brasil, além de futuramente se integrar com a Linhas 2-Verde.

  3. Otima noticia e que venham mais projetos para que este tempo de viagem diminua ainda mais ! Nao entendi ainda porque todos os 8 trens que chegaram da China modelo 2500 para a linha 13 Jade nao foram colocados para operar e os trens emprestados voltarem para as outras linhas da CPTM ?? 4 trens chegaram da China no final de 2019 e mais 4 no inicio do ano e todos os 8 modelo 2500 ja deveriam ter sido testados e certificados ?

Comments are closed.

Previous Post

Tribunal de Justiça julgará caso Constran-Coesa, das obras civis da Linha 17-Ouro, no dia 15 de julho

Next Post

“Trem-bala” brasileiro deveria ter estreado nesta semana, segundo planos do governo

Related Posts