Em corrida contra o tempo, Metrô dá início a projeto de ligação das linhas 1-Azul e 6-Laranja

Projeto básico que adequará estação São Joaquim para se conectar ao ramal a ser operado pela LinhaUni deve ser concluído em até um ano, para então dar origem a licitação de obras até 2025
Ampliação da estação São Joaquim (CMSP)

Segundo a previsão mais recente, a Acciona, construtora espanhola responsável pela Linha 6-Laranja, pretende concluir a implantação do novo ramal até outubro de 2025. Ou seja, dentro de quatro anos o eixo metroviário de 15,3 km estará prestes a transportar até 630 mil pessoas diariamente, conectando-se à malha sobre trilhos em três estações.

Uma delas, São Joaquim, da Linha 1-Azul, depende de obras a serem executadas pelo Metrô de São Paulo. Isso porque no contrato com a Acciona não está inclusa a adequação da parada aberta nos anos 70.

O primeiro passo para resolver esse problema foi dado nesta terça-feira (05) quando a companhia emitiu a ordem de serviço para execução do projeto básico da ligação entre as duas estações São Joaquim.

Vencido pelo consórcio Pólux-Sondotecnica-Egis, o contrato tem prazo de 12 meses para ser concluído, portanto até outubro de 2022. Só então será possível preparar um novo edital, que incluirá o projeto executivo e a execução das obras civis de adaptação.

Parece um tempo suficiente, porém, pelo histórico das obras metroferroviárias em São Paulo, o projeto terá de ser acompanhado de perto para que não ocorra um atraso capaz de causar uma situação absurda, a falta de conexão entre as linhas 1-Azul e 6-Laranja em 2025.

Futura Estação São Joaquim (Tetra)

11 meses para emitir ordem de serviço

Diante de tantas guerras jurídicas nas últimas licitações do Metrô, teme-se que a licitação das obras acabe ocorrendo apenas na parte final de 2023 e a assinatura de contrato, em 2024, o que faria com que os trabalhos tivessem pouco tempo para ocorrerem sem prejudicarem os passageiros.

Embora soe pessimista, a possibilidade ganha respaldo no fato de que o Metrô já perdeu quase meio ano analisando as propostas de expansão da Linha 15-Prata sem emitir qualquer decisão.

A própria licitação de projeto básico da estação São Joaquim levou 11 meses entre a publicação do edital, em novembro do ano passado, e a assinatura da ordem de serviço. Consórcios derrotados entraram com recursos administrativos contra a decisão e que não foram atendidos pelo Metrô, o que abre espaço para ações na Justiça que podem impedir a execução do contrato.

Para tentar otimizar o projeto, a companhia afirma que o consórcio fará uso da tecnologia BIM (Building Information Modeling) “para permitir as melhores soluções projetivas que integrem todas as etapas da obra e colocação de sistemas com mais agilidade e assertividade”, diz.

A ligação com a Linha 6 será feita por meio do mezanino atual, que será estendido até área semelhante no ramal Laranja. O Metrô também mudará a localização de salas técnicas para liberar o túnel de ligação, além de ampliação de bloqueios, elevadores e escadas rolantes.

Total
14
Shares
4 comments
  1. A grande dúvida é: se essa obra não faz parte da PPP da Linha 6, paralisada de 2016 até 2020, por que só agora o metrô está licitando o projeto básico? Não deveria, ou poderia, ter feito isso muito antes?

  2. Licitaçao d obras em 2 0 2 5 ( dois mil e vint e cinco ). Noticias q nao fazem qualquer sentido, sem qualquer informaçao realmente important para ajudar nos utilitarios do metro. Se a tal d licitaçao para 2 0 2 5 q o colega alardeou, ate um gorila banguela ou um sapo barbudo percebe q esta linha devera entrar em operaçao nos meados d 2 0 4 9 ( dois mil e quarenta e nove ) …….Ahhhhh va , faça me um favor, ne mane !!!

    1. “Diante de tantas guerras jurídicas nas últimas licitações do Metrô, teme-se que a licitação das obras (da transferência entre as estações) acabe ocorrendo apenas na parte final de 2023 e a assinatura de contrato, em 2024, o que faria com que os trabalhos tivessem pouco tempo para ocorrerem sem prejudicarem os passageiros.”
      A Linha 6 está prevista para *INICIAR A OPERAÇÃO* em 2025.
      Ler o texto ajuda.

Comments are closed.

Previous Post

Valinhos ganhará nova estação para o Trem Intermetropolitano

Next Post

Parecer técnico do MP não traz novidades sobre causas do incidente com o monotrilho

Related Posts