As obras de acabamento da estação Jardim Planalto, da Linha 15-Prata, foram mais rápidas do que se imaginava. Por essa razão, a inauguração da sétima parada do monotrilho da Zona Leste poderá ocorrer ainda no mês de agosto, segundo apurou o site.

Vários sinais de que a nova estação está próxima de ser aberta surgiram nos últimos dias. Um deles é a lavagem de plataformas, passarelas e acessos, geralmente feita pouco antes da entrega pela construtora. Isso ocorreu recentemente, assim como testes com os trens em que circularam 12 composições, incluindo o uso de ambas as plataformas de Vila Prudente, que será um tipo de operação necessária quando a linha atingir uma demanda mais alta e um intervalo mais baixo – o teste foi revelado pelo canal Lucas Sousa no Youtube.

Imagens do mês passado publicadas pelo Metrô confirmam a tese de que faltam apenas detalhes para que Jardim Planalto seja aberta ao público. Paisagismo e detalhes como instalação de vidros e equipamentos já estão praticamente completos.

“10 dias para concluí-la”

Se a inauguração de Jardim Planalto realmente ocorrer em agosto, terão decorridos quatro meses desde a retomada das obras. É um período bem mais longo do que se previa ainda na época em que a empresa Azevedo & Travassos estava à frente dos trabalhos – ela acabou abandonando as obras e teve o contrato rescindido. O site ouviu na época um importante executivo do Metrô que lamentou o problema já que em sua visão ela “poderia ser concluída em 10 dias”.

Nova parada deve acrescentar cerca de 900 metros à extensão da Linha 15-Prata (CMSP)

De fato, Jardim Planalto chegou a constar dos mapas do Metrô como uma das estações que seriam inauguradas em abril do ano passado. Poucos dias antes da abertura, no entanto, a parada foi suprimida.

Quando passar a integrar a Linha 15, a estação ampliará a extensão do ramal em cerca de 900 metros. Localizada na avenida Sapopemba, a Jardim Planalto é a primeira de quatro estações no trecho mais elevado da linha. Além dela, teremos em breve Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus e que devem ser abertas até dezembro. Em 2021 será a vez de Jardim Colonial, cujas obras começaram recentemente.

Espera-se que com o avanço das obras, o governo do estado finalmente assine o contrato de concessão da linha que teve o consórcio ViaMobilidade – Linha 15 como vencedor no início do ano. Após homologar o resultado em maio, a gestão Doria até agora não oficializou o início da concessão por razões não explicadas. O site consultou a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, mas não teve qualquer retorno.

Com mais trens e um intervalo possivelmente mais baixo, além da adição de Jardim Planalto, a Linha 15-Prata deve passar a transportar cerca de 100 mil passageiros em dias úteis. Hoje o ramal tem uma média de 77 mil usuários por dia, com picos de 80 mil pessoas. Um número que comprova o potencial do monotrilho como modal equivalente a outros tipos de metrô leve.