Destaques Linha 6 Metrô de São Paulo

Governo cogita resolver impasse da Linha 6-Laranja “ainda no mês de agosto”

Em sua viagem na China, Doria assina protocolo de intenções com a empresa CR20, subsidiária do grupo CRCC, que se comprometeu a disputar ramal de metrô
Obra da Linha 6-Laranja: uma solução em agosto?

Em seu terceiro da viagem à China para apresentar os projetos do estado, o governador João Doria assinou um protocolo de intenções com a empresa CR20, subsidiária do grupo CRCC (China Railway Construction Corporation), cujo presidente havia se reunido com o tucano na segunda-feira.

No anúncio desta quarta-feira (07),  a CR20 confirmou o interesse em participar dos projetos de despoluição do Rio Pinheiros, do Trem Intercidades e da Linha 6-Laranja de metrô. E é justamente este último projeto que traz a maior novidade, a possibilidade de ver o imbróglio resolvido nas próximas semanas, segundo nota do governo.

Sem explicar detalhes, a gestão Doria acredita que a “a disputa pela Linha 6-Laranja, do Metrô da capital, pode ocorrer ainda no mês de agosto”. O governador afirmou ainda que outros “quatro grandes grupos de investidores” deverão participar da concorrência pelos projetos apresentados.

“Todas as áreas de desestatização de São Paulo atraem muito interesse de investidores internacionais. Investidores chineses, fundos baseados no Médio Oriente, japoneses e europeus devem disputar mais fortemente os projetos”, afirmou Doria.

Apesar disso, não foi explicado como a situação da Move São Paulo, cujo contrato teve a caducidade decretada pelo governo do estado e está prestes a ser efetivado neste mês. Ao insinuar que a situação pode ser resolvida em agosto, a gestão parece sugerir que haverá algum tipo de acordo entre as empresas para evitar a caducidade, um processo que deve levar tempo para ser efetivado. Em um cenário em que os grupos apontados pelo governo disputem a atual concessão, pagando à Move algum tipo de ressarcimento, as obras poderiam ser retomadas em breve.

Representante da CR20 e o governador João Doria assinam protocolo de intenções pelos projetos da Linha 6-Laranja, Trem Intercidades e despoluição do Rio Pinheiros (GESP)

Outro dado enigmático da nota do governo é a previsão de investimento nos três projetos, da ordem de R$ 22 bilhões. Soa como um valor pouco preciso diante das incertezas que cercam tanto o Trem Intercidades, cujo projeto ainda está sendo formatado e será discutido com a sociedade, como a Linha Laranja e toda a discussão a respeito do que foi feito até aqui.

Sobre o trem regional, o governo Doria agora diz que a licitação deverá ocorrer no primeiro trimeste de 2020.

 

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment
  • Ministro Tarcisio Gomes de Freitas da Infra Estrutura salientou muito bem o que eh o abacaxi de receber de volta as concessoes que foram pessimamente licitadas nas gestoes dos desgovernos Lula da Silva e Dilma, com previsoes super otimistas de movimento de passageiros em aeroportos ou movimento de veiculos em estradas ! temos ai a devoluçao do aeroporto de Viracopos e talvez outros e tambem a devoluçao de varias estradas que continuam pendentes.
    No caso do estado de Sao Paulo temos problemas com as linhas 6 e 17 e, recentemente, com a linha 15 tambem que felizmente foi resolvido rapidamente ! caducidade de contratos no Brasil eh um processo que demora uma decada e achar uma empresa que queira comprar a concessao tambem eh muito dificil porque o atual concessionario tenta valorizar o que tem a receber pelo que foi construido ou realizado e, ainda por cima, nao quer pagar as multas contratuais que recebeu do governo do estado ou federal !! equaçao muito dificil de ser resolvida e pode demorar varios anos ! espero que no caso das linhas 6 e 17 se resolva rapidamente ainda este ano de 2019 !!

Airway