Destaques Linha 15

Consórcio ViaMobilidade – Linha 15 assumirá Linha 15-Prata do Metrô

Proponente, do qual faz parte a CCR, foi o único a apresentar proposta no leilão ocorrido na Bolsa de Valores nesta segunda-feira (11)
Trem do monotrilho estacionado em Vila União

Sem surpresas, a CCR deverá assumir mais uma linha do Metrô de São Paulo, a 15-Prata de monotrilho. Em leilão ocorrido nesta tarde de segunda-feira (11) na Bolsa de Valores de São Paulo, o consórcio ViaMobilidade – Linha 15 foi o único a apresentar proposta para operar o ramal por 20 anos. O lance mínimo pedido pelo governo do estado era de R$ 159 milhões e o consórcio ofereceu apenas R$ 160 milhões.

Caso os documentos apresentados pelo consórcio estejam de acordo, a ViaMobilidade – Linha 15 será declarada vencedora da licitação. Entre os próximos passos estão o pagamento da outorga ao governo, a criação de uma SPE (Sociedade de Propósito Específico) e a assinatura do contrato de concessão. A partir daí haverá um período de transição quando a nova empresa ficará a par da operação da linha, hoje nas mãos da Companhia do Metropolitano de São Paulo, o Metrô. Baseado na experiência com a Linha 5-Lilás, leiloada no ano passado, é provável que a ViaMobilidade – Linha 15 assuma o ramal entre junho e julho deste ano.

A linha, que deveria contar com 24 km, será entregue ao concessionário com apenas 15,3 km e 11 estações – as demais estações ainda dependem da decisão da gestão Doria para sair do papel.

Sindicato “acertou”

A falta de concorrentes e a pretensão já assumida da CCR em participar do leilão já a colocavam como favorita no certame. Aliás, o Sindicato dos Metroviários já anunciava a empresa como vencedora desde a semana passada, alegando que o partido do governador (PSDB) tem “doado” as linhas do Metrô para a CCR. O órgão sindical, no entanto, não detalhou como dizia saber do resultado.

Como comentado pelo site anteriormente, a CCR passará a contar com uma extensa rede privada de metrô após a concessão da Linha 15-Prata. Serão cerca de 60 km quando as linhas 15, 17 e 4 estiverem com suas obras atuais concluídas. Além de São Paulo, a CCR também opera o Metrô de Salvador.

Se tem conseguido manter as linhas 4 e 5 com um bom atendimento, a CCR terá um grande desafio em melhorar a confiabilidade da Linha 15. Primeiro monotrilho de grande capacidade do Brasil, o ramal sofre com problemas desde que foi aberto, em 2014. Já são anos em testes, além de incidentes como peças que despencaram da via e trens que se chocaram. Além disso, as obras civis teimaram em atrasar.

Nascido como solução veloz para melhorar a mobilidade na cidade, a Linha Prata demorou tempo demais para crescer. Apenas no ano passado mais quatro estações foram abertas enquanto outras quatro estão com as obras paradas por abandono do consórcio responsável. Certamente, operá-la não será tão fácil quanto vencer o leilão.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

11 Comentários

Click here to post a comment
  • Acredito que agora a linha 15 prata funcionará decentemente.

    O Metrô simplesmente não consegue operar o ramal.

  • meu caro ricardo não precisa nem adivinhar para saber que essa informação que a CCR ganharia a licitação foi passada por alguem da comissão de licitação do metro pois são todos ligados ão sindicato eles mesmos passaram a informação pois sabiam que so tinha uma empresa participando com a documentação em dia assim e facil advinhar ainda bem que foi a CCR pois eles tem norral para administrar veja a qualidade da linha 4 amarela e a 5 lilas que maravilha e que vendão logo a linha 17 ouro e vamos por para funcionar vamos privatisar ja acelera são paulo.

    • Linhas 4 e 5 são de qualidade por serem novas, e ponto. Quero ver a CCR pegar uma Linha 3 e fazer ser maravilhosa. E quanto a Linha 17, já está vendida pra a ViaMobilidade.

      • Isso mesmo, Lucas.
        As pessoas adoram babar o ovo da linha Amarela e agora da Lilás, mas desconsideram o fato de serem linhas novas, além de serem um sistema de transporte já bastante conhecido.
        Me admira ver que essas pessoas não se importam em ver o governo gastar o dinheiro delas pra construir o monotrilho ou outra linha de metrô e depois dar isso de graça para outros lucrarem em cima. A estação Oratório da linha 15 custou quase 100 milhões de reais, e “compraram” a linha toda com as futuras estações (que serão pagas com dinheiro do contribuinte) por apenas 160 milhões de reais. A linha toda custou apenas 160 milhões no leilão! Isso não constrói nem duas estações! Cadê a indignação quanto a isso? Não tem, né? O que importa e privatizar tudo sem ver a quem e depois arcar com os prejuízos, pagos com o dinheiro do contribuinte.

      • Exatamente, os caras até salivam pra falar da Linha 4 mas se esquecem que ela é bem mais nova e muito mais curta que as demais.

        Esses consórcios só “sugam” na onde realmente compensa.

    • Vc quer comparar a pequena Linha 4 com as demais? Sério isso?

      O “gestor” é tão competente, mas tão competente que não é capaz de fazer algo como o Metrô gerar lucro que poderia ser revertido aos cofres públicos. Muito pelo contrário só não privatiza a própria alma para os “miguxos” por que não pode.

      • Relaxa. O importante é o que a população acha, e ela adora as Linhas Lilás e Amarela. Principalmente porque não tem greve nelas!!!!

  • Acho que as pessoas deveriam começar a ler os editais e contratos de concessão… Muita falta de informação por parte das pes soas aqui no site. Sendo muito breve: O consórcio vencedor das “PPPs” (parceria público privada), diferente da concessão tradicional tem a responsabilidade apenas de operar (atender os clientes e fazer uso dos equipamentos), tudo que toca no sentido da tecnologia, equipamentos, construção, testes e engenharia continua sendo responsabilidade do ente público (metrô nestes casos). Ou seja, quem acha que privatização é bom de alguma forma, está totalmente errado essas empresas estão apenas para sugar, leiam os documentos e vejam vocês mesmos a quantidade de absurdos

  • Pq nao concede logo a SpTrans inteira para a ViaMoblilidade, ja q larte dela e dos zaz, que sao uma das dinastias do onibus? Dps disso acontecer chama o metro, o trem, o onibus só de “Via”. (Isso é uma piada e uma sátira)

Airway