Imagem sugere que Linha 20-Rosa não passará mais por toda Avenida Faria Lima

Apresentação realizada pelo secretário Paulo Galli e o presidente do Metrô, Silvani Pereira, ao prefeito de Santo André, mostra percurso alternativo pelo meio do Jardim Europa
Novo mapa apresentado pelo Metrô mostra Linha 20 fora do eixo da Faria Lima (Reprodução)

Uma apresentação realizada pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, e o presidente do Metrô, Silvani Pereira, ao prefeito de Santo André, Paulo Serra, nesta quinta-feira (10), sugere que a Linha 20-Rosa terá seu traçado mais conhecido alterado na capital paulista.

A maior novidade, pelo que mostra a lista de estações apresentada, é um percurso paralelo à Avenida Faria Lima e não mais passando por todo eixo da via, como sempre foi mostrado.

Um dos slides divulgados pelo prefeito de Santo André mostra o mapa de estações com 24 paradas e cujos nomes indicam que a Linha 20 terá seu percurso alterado para cruzar o subsolo do Jardim Europa.

Reforça essa impressão o fato de serem omitidas as estações Rebouças, Faria Lima (conexão com a Linha 4) e Pedroso de Morais. Em vez disso, a imagem cita como próxima estação após Tabapuã a estação Fradique Coutinho. Mais tarde, um mapa foi compartilhado pelo governo Doria confirmando o traçado que evita o trecho mais antigo da avenida (abaixo).

O novo traçado mostrado pelo governo desvia a Linha 20 de boa parte da Avenida Faria Lima (STM)

A lista coincide com uma das alternativas de traçado reveladas por um vídeo do Metrô em 2021. Nele, o trajeto sugerido aparece na cor verde escuro, embora fosse possível que a mudança se refira também à um caminho marcado pela cor azul.

Outra mudança notória trazida pela imagem é a opção por ligar a Linha 20 à Linha 1-Azul na estação Saúde e não São Judas. Também essa alternativa aparece no mapa do ano passado, como um traçado na cor verde clara (veja imagem abaixo).

As alternativas de traçado que estavam sendo estudadas

Além desses pontos, a foto também mostra a substituição da estação Água Funda pela “Abrãao de Morais”, localizada mais ao norte da Avenida Dr. Ricardo Jafet. No mais, o traçado indica preferência por concluir o ramal na estação Santo André – inclusive outro slide mostra que essa opção traria um incremento de demanda em relação a Prefeito Saladino.

O slide mostra ainda que o ramal deverá comportar 50 trens, atender a uma demanda diária de 1,29 milhão de passageiros em seus 33 km de trilhos subterrâneos.

Opção por levar a Linha 20 até Santo André atrairia mais usuários (Reprodução)

Custos de implantação

O novo traçado trazido pela apresentação indica que o Metrô pretende reduzir os custos e processos de implantação da Linha 20-Rosa na região da Faria Lima, de alto poder aquisitivo e que poderia impactar a obtenção de terrenos para implantar as estações.

Uma das hipóteses é a que Linha 20 percorra uma pequena parte da Avenida Faria Lima, mas, após a futura estação Tabapuã, siga por baixo de residências à leste do eixo da importante via. No entanto, trata-se de um contrassenso já que é nela que se concentra grande parte da demanda prevista.

Outro ponto a ser ressaltado é que os estudos sobre o ramal ainda estão em curso, o que significa que podem surgir mais mudanças à frente. A ausência de uma gravação em vídeo da apresentação também pode prejudicar qualquer julgamento mais claro.

Nota do editor: texto alterado para confirmar a passagem do ramal por parte da avenida Faria Lima e não por sua supressão total, como poderia ser uma das hipóteses iniciais.

Total
42
Shares
25 comments
  1. A Avenida Faria Lima tem que ter uma linha de Metrô, como a Paulista. Uma avenida movimentada e com muitos grandes negócios tem que ter uma malha ferroviária. De fato temos que aguardar mas é preocupante essa primeira apresentação omitindo a Faria Lima…

    1. Aposto que os moradores do Jardim Europa, tão carentes de transporte público, ficarão muito felizes em saber que terão metrô na porta de suas finas residências, trazendo gente diferenciada para a região.

      Gostei do traçado indo pela Saúde e Abraão de Morais, provavelmente esta estação será no Shopping Plaza Sul, o que dará maior demanda do que se for essa Água Funda.

  2. Será que essa estação Portugal vai ser onde fica a OAB em frente o Paço Municipal? Aquele triângulo entre a Av. Portugal, Av. Ramiro Colleoni e Av. Perimetral parece um bom ponto em relação a facilidade de acesso.

    Se essa estação ficar muito lá pra trás, fora de mão, a estação Celso Daniel vai ficar um verdadeiro inferno e o centro vai travar -mais ainda- todo dia.
    Ela precisa ser bem localizada para equilibrar o acesso de pessoas nessa ponta da linha.

  3. A região da Av Faria Lima só vai se desenvolver com a chegada do metrô, hoje a Faria Lima é só uma avenida que não agrega nada a cidade, temos só escritórios, com o Metrô é possível termos novos centros de lazer, assim como é a Av Paulista.

  4. “sem citar prazos ou mudanças”
    Ou seja, mais mentiras, ilusões, falácias e cortinas de fumaças com fins eleitorais. O modus operandi lamentável do PSDB funcionando bem como de costume, nosso péssimo governador é um ótimo exemplo disso.

    1. Só acho estranho esta linha não atingir o centro de São Bernardo do Campo, o que tornará grande parte da cidade ainda refém dos ônibus em trajetos maiores para chegar até o Rudge Ramos.
      Ao menos a linha 18 chegaria até lá.

    2. Perfeito comentário Roberto;
      Não se pode ficar prometendo algo que não se pode ou não se tem condições de cumprir, mas os gestores principalmente do PSDB de São Paulo continuam insistindo e iludindo os incautos á no mínimo trinta anos e parte da mídia especializada que divulgam estas artimanhas e trapaças eleitoreiras de forma repetitiva!
      Priorizar modernizar e potencializar subestações elétricas da CPTM são fundamentais para a confiabilidade e segurança das operações, visto que são frequentes os problemas de transtorno de manutenção que elas causam, bloqueando toda circulação.
      Esta insistente procrastinação e postergação já passou o momento de terminar, pois ao invés de se investir e capacitar ás linhas da CPTM existentes para receber e redistribuir um fluxo muito maior de usuários, os gestores de SP criaram uma mentalidade robusta com metrô e pífia com os trens metropolitanos, e vivem iludindo a população anunciando múltiplas linhas coloridas de Metrô, Trem Intercidades sem se concluir as modernizações, expansões e reformas que já estavam iniciadas e planejadas que são mais econômicas e de rápidas execuções.

  5. Mudam o traçado diminuindo o fluxo de pessoas, com isso se cria uma justificativa para se cancelar a linha no futuro, assim como fizeram com a 18 bronze, sob o argumento que a demanda é insuficiente, criando assim um novo modal precário e insuficiente para atender tal demanda…

  6. Ricardo o assunto e meio off topic, mas se fosse possivel faca uma reportagem sobre a drenagem do esgoto la no VSE tiete, parece que eles estao tendo dificuldades la de fazer a retirada do esgoto.

  7. Me incomodou MUITO o fato de não ter nenhuma estação intermediária entre Fradique e Tabapuã, é uma distância grande para percorrer a pé. É essencial ter 1 ou até 2 estações nesse trecho, uma próximo a Rebouças e outra na Av. Cidade Jardim. Falando em Rebouças, como ficaria a integração com a Linha 22?

  8. Eu acho que essa linha poderia ser desviada um pouco e ter uma estação no aeroporto de Congonhas, já que a linha 17 nunca ficará pronta kkkk

  9. A matéria fala em possível alto custo dos terrenos para implantar as estações na Faria Lima, mas na Av. Paulista, também uma região cara, as estações estão sob a via e os acessos nas calçadas. Aparentemente não houve desapropriações nesse caso. E a Faria Lima talvez seja até mais larga que a Paulista.

    1. O caso do Metrô na Paulista é único.

      O motivo das estações serem tão pequenas e próximas da rua é porque um túnel foi construído sob a Paulista alguns anos antes da década de 80, num projeto em que a Paulista na superfície se tornaria um calçadão e os carros iriam por baixo, mas logo o projeto foi cancelado, só tendo ficado pronto a parte inicial deste túnel na região da Rua da Consolação.

      Quando o projeto do Ramal Paulista da Linha Norte – Sul chegou, os caras usaram o espaço do túnel pra construir o Metrô.

      Algo assim na Faria Lima hoje em dia seria muito difícil de ser aceito pela população local, pois seria o método Vala a Céu Aberto no meio do asfalto por vários anos, fechando a avenida.

  10. Prevaleceu o bom senso em trocar a linha bronze pela linha rosa. Certamente, acertos no traçado ainda serão feitos até o projeto final, mas o que importa é que São Paulo ganha uma nova linha, depois da definição da linha celeste. Nos anos 90, referiam-se à linha amarela como uma “mentira do Alckmim”, a linha prata como uma “miragem na zona leste” e o VLT DE Santos como um “sonho impossível”. Pois é, as linhas estão todas aí, com destaque mundial, como é o caso da moderna linha amarela. Bem diferente da quadrilha petista cujo trem bala pretendia “revolucionar” o transporte no país, onde uma estatal foi criada, pagaram os funcionários por anos, fizeram viagens no exterior para tirarem selfie e depois de 15 anos … nada. Paulistas não vivem de promessas vazias e vemos as linhas prometidas serem inauguradas uma a uma. O melhor da história é que moro duas quadras de uma das estações de Santo André. Que venha logo!

    1. Trocar uma linha inteira de monotrilho que já poderia estar em finalização por um mero corredor de ônibus – que nem saiu até agora – por uma linha que ainda está em fase de licitação, e nem vai atender a mesma região. Uau!

    2. Sera que prevaleceu o bom senso em se trocar a linha Bronze pela linha Rosa!?
      Os gestores vem protelando e colecionando fracassos com sucessivos erros de planejamento ignorando o “Plano Diretor”, divulgando e iniciando novas linhas de forma concomitante sem concluir as que estão iniciadas, invertendo prioridades, fazendo politicagem com os projetos, desperdiçando o dinheiro público.
      A Linha 20-Rosa que foi utilizada como barganha por por conta daquele cambalacho feito para excluir a Linha 18-Bronze não é mais prioritária.
      Depois de postergadas as Linhas 14-Onix, 18-Bronze, Arco Sul, Metrô de superfície para Linha 10-Turquesa, Trens intercidades para Santos, eis anunciado o cancelamento dos estudos da Linha 20-Rosa no ABC que chegará até só São Judas, desta forma deveremos estar vacinados, e não termos a ilusão que o anunciado se concretizará, pois sua execução e chegada é para o mínimo 15 anos, ou seja, após a década de trinta, lembrando que não existe continuidade e compromissos com isto com relação que o próximo governante que virá após 2022 mesmo sendo do mesmo partido como aconteceu recentemente.

  11. Metro não passa m área de pobre, por isso trocaram o trajeto que iria para Palmares e estão levando para Príncipe de Gales, e fora que esse projeto só sai quando galinha criar dentes

  12. Acho que houve um erro na publicação.

    Pelo que entendi da comparação entre o projeto anterior e o atual, a estação Cursino permanecerá , a estação que vai deixar de existir é a estação Água Funda, que será substituída pela estação Abraão de Morais.

  13. Alguém ainda acredita que isso vá acontecer? E SE… veja bem eu SE acontecer com muita sorte meus netos estejam vivos para utilizar essa linha

Comments are closed.

Previous Post

Obras da Linha 17-Ouro têm mais um aumento, desta vez de R$ 14,7 milhões

Next Post

Nível de esgoto nos poços da Linha 6-Laranja volta a subir

Related Posts