Destaques Linha 15

Metrô inicia remoção dos trens que colidiram na Linha 15

Duas composições do monotrilho deverão ser levadas até o pátio Oratório no domingo, 3
Monotrilho: o que deu errado?

A operação para a remoção dos trens da Linha 15-Prata que colidiram na última terça-feira (29) na estação Jardim Planalto já foi iniciada. Em uma das atividades realizadas na madrugada desta sexta-feira (01) foi utilizado um guindaste para içar e afastar um trem do outro. Com isso, técnicos do Metrô puderam inspecionar as condições dos equipamentos dos trens e da via.

As principais atividades para retirada dos trens serão realizadas nas madrugadas, com apoio da CET para interdição de trecho da pista sentido bairro da Avenida Sapopemba para dar segurança a motoristas e pedestres que passam pelo local.

A previsão é de que até domingo, dia 3, os trens sejam removidos para o Pátio Oratório. Apesar disso, a operação comercial permanece acontecendo normalmente todos os dias, das 4h40 até meia-noite.

Investigação

No dia seguinte ao acidente, o Metrô afirmou que abriu investigação para apurar as causas do choque. Em tese, o sistema de sinalização CBTC deveria impedir essa possibilidade, mas vários motivos podem ter contribuído para que os dois trens acabassem se chocando.

About the author

Redação

Um comentário

Click here to post a comment
  • Essas duas unidades (M22 e M23) serão baixadas, igual aquele 7000 (7008) que colidiu em Barra funda em 2011 ??

    Isso seria um absurdo ! Pois a fabricante desses trens é uma das mais modernas do mundo (Bombardier) ! É fabricante até de avião…. seria uma vergonha não conseguir arrumar ou reconstruir outros carros para esses 2 trens

Airway