Linha 5

Parado por 55 dias, tatuzão volta a escavar na Linha 5-Lilás

Shield duplo havia chegado na futura estação Hospital São Paulo no dia 25 de junho e agora segue para a ligação com a estação Santa Cruz
O 'megatatuzão' rompe a parede da estação Hospital São Paulo
O 'megatatuzão' rompe a parede da estação Hospital São Paulo
O 'megatatuzão' rompe a parede da estação Hospital São Paulo
O ‘megatatuzão’ rompe a parede da estação Hospital São Paulo

Depois de mais um longo intervalo de manutenção, o shield duplo, conhecido pelo nome de ‘tatuzão’ voltou a escavar o túnel da extensão da Linha 5-Lilás em direção à Chácara Klabin.

A tuneladora havia chegado a futura estação Hospital São Paulo, na Vila Clementino, no dia 25 de junho e novamente esticou sua parada além dos esperados 30 dias de manutenção – foram 55 dias até retomar o trabalho.

Com isso, a nova etapa de escavação deve acabar apenas em meados de novembro se os trabalhos mantiverem os mesmos 9,4 metros de avanço diário das últimas duas etapas. Serão cerca de 670 metros até a nova estação Santa Cruz da Linha 5, que fará a ligação com a homônina da Linha 1-Azul.

Depois disso ainda faltarão cerca de 1,2 km de escavação entre Santa Cruz e Chácara Klabin e de lá até o poço Dionísio da Costa, onde ele será desmontado.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway