Túneis precisam receber muito concreto para chegar ao nível dos trilhos

Túneis precisam receber muito concreto para chegar ao nível dos trilhos

Trecho mais atrasado da Linha 5-Lilás, os túneis entre o poço Bandeirantes e a estação Chácara Klabin começaram a ser preparados para receber os trilhos e outros sistemas necessários para operação dos trens. Segundo a construtora Odebrecht, sócia no consórcio CM5, a execução da concretagem da via permanente teve início em agosto e deve durar cerca de seis meses, com previsão de conclusão em fevereiro de 2017.

Após essa etapa, os testes com trens no trecho, que compreende as estações Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin, estarão mais perto de acontecer. Ao contrário do trecho mais adiantado e que já conta com três estações quase prontas, os túneis sob responsabilidade do CM5 são do tipo “duplo”, em que os trilhos de ambos os sentidos são instalados lado a lado. A escavação com o tatuzão acabou apenas em junho e nos meses seguintes o consórcio removeu os equipamentos que permitiam o trabalho do equipamento.

Por outro lado, o volume de concretagem é muito superior aos das vias singelas e há outros fatores que influenciam o trabalho: “Ela envolve diversos procedimentos, como marcações topográficas e instalação de estruturas como barras chatas e canaletas de drenagem. Ao todo serão dez frentes de trabalho para a atividade com média de concreto lançado por dia é de 1.000m³. Ao final do enchimento de via, será iniciada a execução da laje de regularização, e, por fim, a laje de via, que possibilitará a instalação dos trilhos”, explicou o consórcio em nota.

Previsão apertada

Segundo o Metrô, esse trecho após a avenida Bandeirantes deverá ser inaugurado no final do segundo semestre de 2017. No entanto, algumas estações estão com as obras ainda longe do final. A nova estação Santa Cruz, por exemplo, ainda tem áreas a serem escavadas enquanto ela e Hospital São Paulo precisam concretar lajes dos acessos principais. Além delas, Campo Belo, mais atrasada do trecho, ainda não concluiu as paredes definitivas e só agora iniciou a concretagem das primeiras lages.