Baldy mantém aposta na entrega da Linha 17-Ouro em 2022

No entanto, relatora da disputa entre BYD SkyRail e Signalling pela fabricação dos 14 trens voltou a negar recurso do Metrô para liberar contrato nesta quinta-feira, 11
Linha 17 Ouro Congonhas
Obras da estação Congonhas da linha 17 Ouro Data: 25/02/2021 ©Márcia Alves/Metrô SP

Em conversa com sites especializados de mobilidade urbana nesta quinta-feira, 11, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, disse crer que a Linha 17–Ouro estará em funcionamento com todas as suas estações abertas e trens operando com passageiros até o fim de 2022.

A pergunta envolvia a paralisação do contrato referente a implantação de sistema de energia e a fabricação dos trens com a BYD SkyRail pela Justiça. O processo atualmente está na 2ª instância da Justiça paulista, por conta de recurso do consórcio Signalling.

Coincidentemente, nesta mesma quinta-feira, a relatora do caso, a desembargadora Silvia Meirelles, negou pedido do Metrô e da BYD para voltar a liberar o contrato enquanto não ocorre a decisão colegiada. As duas empresas alegaram “a existência de perigo de dano reverso” por conta dos atrasos.

No entanto, Meirelles refutou os argumentos apontando que seguir com um contrato que ainda está sob júdice sobre sua lisura poderia causar prejuízo maior já que, segundo ela, a proposta da BYD “tem uma diferença, em valores atualizados, de mais de R$ 100.000.000,00 (cem milhões) de reais”.

“Note-se, neste aspecto, que, diante do valor do contrato envolvido, seria de maior prudência a Companhia do Metrô aguardar a decisão a respeito do pedido de tutela recursal requerida pela apelante antes de firmar o contrato com a segunda colocada”, afirmou a desembargadora.

Otimismo não compartilhado

A declaração de Baldy diverge da apresentada pelo presidente do Metrô, Silvani Pereira, na semana passada a um seguidor no Twitter, quando previu apenas as estações prontas em 2022, não assumindo a entrega dos trens devido a paralisação do contrato (leia aqui).

Esta semana o Metrô divulgou, em seu canal no Youtube, um novo vídeo que mostra o andamento das obras da Linha 17 datado de fevereiro. Pela primeira vez é possível ver funcionários do consórcio liderada pela Coesa atuando nos canteiros de obra. Segundo o governo, eles estão preparando a instalação dos pisos de algumas estações, entre outros serviços.

Total
1
Shares
3 comments
    1. Acredito que as obras da para concluir, tendo em vista que a grande maioria já possui uma estrutura pronta e caso acelere um pouco coisas de meses conclui as obras. Mas será parcial o seu funcionamento até que possa chegar os trens na sua totalidade.

  1. Esse é mais um engodo!!!!
    Muita promessa, muita palhaçada e nada de ações efetivas.
    Pior: Todos os envolvidos ganham o dinheiro por promessas que não cumprirão!!!
    Nem se o Palmeiras ganhar o mundial!!!
    É a minha opinião.
    Não acredito no cumprimento dos prazos, nem mesmo na conclusão da obra.

Comments are closed.

Previous Post

CPTM e Eletromidia firmam convênio para tornar a estação Vila Olímpia sustentável

Next Post

Abertura da estação João Dias deve ficar para o início de 2022

Related Posts