CPTM firma contrato para a supervisão de obras das estações Linha 10-Turquesa

Consórcio GSM realizará o monitoramento das estações São Caetano, Utinga, Prefeito Saladino e Capuava, atualmente em obras
Obras na estação Prefeito Saladino (Jean Carlos)

A CPTM formalizou o contrato para a supervisão das obras de melhoria nas estações da Linha 10-Turquesa. Atualmente quatro estações do ramal que liga Brás até Rio Grande da Serra estão passando por melhorias de acessibilidade e conforto.

As obras estão ocorrendo nas estações de São Caetano do Sul, Utinga, Prefeito Saladino e Capuava, esta última que está interditada para obras e tem previsão de abertura ainda neste mês.

O contrato estabelece que a empresa supervisora realize o monitoramento e controle de todas as atividades relacionadas às obras de melhoria. Este acompanhamento garantirá que os projetos sejam implantados dentro dos melhores padrões de qualidade, economia e segurança determinados pela CPTM

Estações que estão passando por melhorias (Jean Carlos)

O grupo vencedor do certame foi o Consórcio GSM formado pelas empresas Geribello Engenharia Ltda. Metroeng Engenharia Ltda. e a Sondotécnica Engenharia de Solos S.A. 

O valor do contrato foi firmado em R$ 9.365.038,88. A assinatura dos serviços foi realizada no dia 30/03/2022 com prazo de vigência de 28 meses, expirando no dia 30/07/2024.

A formalização do contrato de supervisão é um passo importante para o bom prosseguimento das obras de melhoria nas estações da Linha 10-Turquesa que, em boa parte, sofrem por ainda não contarem com estruturas plenamente acessíveis.

Total
20
Shares
2 comments
  1. Bom dia, Jean Carlos.
    Existe alguma possibilidade da CPTM realizar uma requalificação das estações já existentes, criando estruturas semelhante as estações da linha 9 esmeralda como: João Dias e Morumbi?

    1. Pelo o que se pode notar da nova gestão a modernização das estações visa aproveitar ao máximo as estruturas já existentes.
      Vou citar o caso da reforma da Engº Manoel Feio. Ela será revitalizada, mas aproveitando as estruturas existente, no mesmo molde de Calmon Viana.

      Reformas mais elaboradas ou até mesmo uma reconstrução ainda são possíveis, com uma grande justificativa, como é o caso de Suzano que foi preparada para receber a Linha 12.

Comments are closed.

Previous Post

Solução definitiva para as falhas, ViaMobilidade anuncia investimento em sinalização e energia

Next Post

Metrô revela prévia 3D do projeto de readequação da estação São Joaquim

Related Posts