CPTM vai ampliar comércio nas estações Luz, Brás, Itaquera, Tatuapé e Francisco Morato

Companhia lançou dois pregões eletrônicos nesta quarta-feira, 4, destinados à conceder espaços comerciais, na maior parte delas específicas para sorveterias
Estação Francisco Morato (STM)

A CPTM publicou no Diário Oficial desta quarta-feira, 4, dois pregões eletrônicos voltados a ampliar o comércio em parte de suas estações mais movimentadas. A curiosidade é que uma das licitações especifica o tipo de atividade pretendida, estabelecimentos voltados à venda de sorvetes.

O primeiro pregão envolve apenas a estação Francisco Morato e não determina que tipo de negócio poderá ser explorado. Inaugurada no ano passado, a nova estação possui grande área construída, o que potencializa seu uso comercial. Em maio, dado mais recente divulgado pela CPTM, mais de 630 mil pessoas circularam pela estação.

A sessão pública de recebimento de propostas está marcada para o dia 21 de setembro, às 9 horas.

A outra licitação, por sua vez, engloba a concessão de espaços comerciais nas estações Luz, Brás, Tatuapé e Corinthians-Itaquera. Com sessão pública prevista para 20 de setembro, o pregão é tão e somente voltado a exploração comercial de sorveterias.

A razão de a CPTM ter identificado essa necessidade em suas estações localizadas entre o centro e a Zona Leste não é esclarecida no texto, o que pode ter alguma explicação no edital, a ser disponibilizado nesta quarta-feira.

Estação Brás da CPTM

Em comum, as duas licitações pretendem ampliar as receitas acessórias da CPTM, que cobrará um valor mensal pela locação dos espaços e, talvez, até mesmo alguma participação nas receitas dos concessionários, como ocorre em outros contratos.

Total
21
Shares
1 comment
  1. Metro Itaquera parece o BrasBrás de tantas barracas e carrinhos de churrasco e outros alimentos sem nenhuma vigilância sanitária sem contar o número de pedintes e moradores de rua, So no Brasil que se ve isto nas estações PARABÉNS AOS MERCENÁRIOS CAPITALISTAS DO ADM vcs estão envergonhado oque antes era orgulho paulista nem o TREM anda tao bagunçado e abandonado camelos até nos vagões

Comments are closed.

Previous Post

Estação Brigadeiro também tem licitação de “naming rights” sem interessados

Next Post

“Há indícios suficientes de subversão de princípios essenciais à Administração Pública”, diz Justiça sobre contrato do BRT ABC

Related Posts