Destaques Linha 5

Estação Campo Belo da Linha 5-Lilás pode ser aberta no dia 10 de abril

Afirmação foi feita pelo secretário Alexandre Baldy em vistoria realizada nesta terça-feira acompanhado da imprensa
Estação Campo Belo

Prevista para ser entregue em abril, a estação Campo Belo, da Linha 5-Lilás, deverá ser aberta no dia 10, uma quarta-feira, segundo informou o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, durante vistoria realizada nesta terça-feira (26). A visita foi acompanha por veículos de imprensa que mostraram a parada recebendo os últimos retoques antes da abertura.

Nas imagens é possível ver que a sinalização da estação já está instalada assim como escadas rolantes, iluminação, linha de bloqueios e bilheteria. Campo Belo deverá ter suas obras concluídas até o dia 5 de abril, uma sexta-feira, quando será repassada para a concessionária ViaMobilidade que opera o ramal. A partir daí serão feitos os testes finais para permitir o início da operação em horário reduzido – caso ela opte pelo mesmo modo que abriu outras estações no ano passado.

Segundo o governo do estado, quando estiver funcionando em horário pleno, Campo Belo deve receber pouco mais de 22 mil passageiros em dias úteis. É um número respeitável, porém, distante da previsão final, de 80 mil pessoas. Para isso, no entanto, será preciso que o monotrilho da Linha 17-Ouro esteja funcionando, hoje um projeto sem uma perspectiva clara.

Com a abertura da estação, a Linha 5 contará com 17 paradas e concluirá o plano de expansão iniciado há cerca de 10 anos. Na época, o ramal possuía apenas seis estações, entre Capão Redondo e o Largo 13, e estava desconectado de outras linhas do Metrô. Por essa razão, a linha serviu basicamente como alimentadora da Linha 9-Esmeralda da CPTM que desde 2011 conta com a conexão com a Linha 4-Amarela na estação Pinheiros.

Localizada entre as estações Brooklin e Eucaliptos, Campo Belo encurtará o caminho para quem precisa sair ou chegar ao bairro e também o vizinho Brooklin. Apesar disso, a parada fica distante do principais eixos de comércio da região, a rua Padre Antonio José dos Santos e sua continuação, a rua Vieira de Morais. Além disso, por uma mudança no projeto,  o Metrô suprimiu uma parada de ônibus no viaduto que fica acima da estação. Com isso, usuários que quiserem seguir até ela e depois tomar um ônibus na avenida Santo Amaro terão que andar um bom trecho. A justificativa da gestão anterior foi a de que o ponto encareceria e atrasaria a obra.

O secretário Baldy (esquerda) ao lado do presidente do Metrô Silvani Pereira: meta é abrir Campo Belo em 10 de abril (STM)

 

 

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment

Airway