Estação Engenheiro Manoel Feio ganhará elevadores em obras de melhoria

O prédio atual, que possui 42 anos, passará a contar com acessibilidade plena. As plataformas serão adequadas e uma nova passarela será implantada juntamente com novos elevadores
Estação Engenheiro Manoel Feio deverá se tornar totalmente acessível (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A CPTM irá realizar a reforma da estação Engenheiro Manoel Feio da Linha 12-Safira. A mudança trará uma série de melhorias estruturais na edificação existente, proporcionando melhorias para os passageiros e funcionários. Entre as principais mudanças estão a instalação de elevadores e a regularização do vão entre o trem e a plataforma.

A estação Engenheiro Manoel Feio é uma das três paradas ferroviárias que se localizam no município de Itaquaquecetuba, na região leste da Grande São Paulo. A estação atualmente é responsável pelo atendimento de 12 mil passageiros (pré-pandemia) e teve seu prédio atual construído no ano de 1979 pela extinta Rede Ferroviária Federal.

Desde aquela época a estação passou por poucas mudanças em sua estrutura, destoando da maioria das modernas estações que foram reformadas na Linha 12-Safira.

Após muito tempo e uma série de reivindicações por parte dos passageiros a CPTM irá pôr em prática o projeto de adequação da estação que deverá passar por uma série de melhorias. Em termos técnicos, as mudanças visam adequar a estação dentro das normas da ABNT e da legislação vigente.

Pontos importantes relacionados a NR24 (qualidade laboral) e as adaptações para o recebimento do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) promoverão melhores condições de segurança para a estação.

A reforma vai de encontro com o cumprimento do Termo de Ajuste de Conduta firmado entre a CPTM e o Ministério Público de São Paulo que tem como principal premissa a promoção da acessibilidade universal e a consequente melhoria do conforto para passageiros e funcionários.

Plataformas da estação deverão ser adequadas (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

Dentro dos principais serviços a serem realizados estão o desmatamento e a limpeza de terrenos, intervenções nas edificações com a execução de fundações, trabalhos com estruturas de concreto e metal.

Haverá ainda a impermeabilização do solo, vedação, acabamento, implantação de nova comunicação visual (a estação é a última com a primeira versão de comunicação visual da CPTM ainda dos anos 90).

O contrato também inclui a execução de piso tátil, instalações hidráulicas, dando destaque para a captação de águas pluviais, sistemas elétricos, telecomunicações e proteção contra descargas atmosféricas (SPDA).

Na parte da sistemas a estação receberá importantes complementos com a instalação de novos elevadores, um novo grupo gerador de energia, sistema de combate a incêndio, sistema de vídeo monitoramento digital e sinalização viária.

Para os que costumam utilizar bicicletas em seu deslocamento vem uma boa notícia, a estação passará a contar com um bicicletário. Serviços de paisagismo também deverão ser executados nas imediações da estação. A via permanente e rede aérea deverão ser remanejadas para uma melhor adequação às plataformas.

Comunicação visual deverá ser renovada (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

As mudanças não param por aí. Também estão previstas a extensão em plataformas, adequação da passarela de transposição existente com a reforma das escadas de acesso no lado da plataforma 1. Uma nova passarela metálica deverá ser montada na estação, mais segura e ampla. Rampas de acesso na entrada da estação propiciarão acessibilidade aos passageiros.

As salas operacionais deverão passar por reforma e ampliação, bem como os sanitários que receberão cuidados para que sejam adaptados para todos os passageiros. A cobertura das plataformas será reconstruída, assim como a estrutura das plataformas que deverão sofrer alteamento e ganhar novos pisos.

Pátio também deverá passará por melhorias (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A lista de mudanças é extensa e propiciará mudanças relevantes em termos qualitativos para a estação Engenheiro Manoel Feio. Segundo o orçamento da CPTM a estimativa é que sejam investidos cerca de R$ 34,1 milhões para a melhoria da estação. O prazo estimado do contrato é de 30 meses, sendo 18 para execução e 12 para operação assistida. A sessão pública desta licitação ocorrerá no dia 04 de novembro.

Também estão previstas adequações no pátio existente próximo a estação. O contrato para a reforma do local foi assinado no dia 16 de julho pelo valor de R$ 8,6 milhões. O prazo para a reforma do pátio é de 24 meses.

Total
35
Shares
5 comments
  1. Tinha que por abaixo e fazer outra estação. Essa, junto com Aracaré, é uma das piores de toda a malha da CPTM

  2. Não deveriam reformar só a Manoel Feio, a ausência e irresponsabilidade da prefeitura de Itaqua nos transportes é muito alta, perde muito se comparar com outros municípios como Poá e Suzano, Itaquaquecetuba e Aracaré precisam estar sendo reformadas também.

  3. Eu acho que a CPTM deveria ter feito isso desde o início do Expansão SP… reformas simples, porém, funcionais. Foram feitas estações gigantes sem necessidade… o próprio exemplo disso são as estações Suzano, Engenheiro Goulart, São Miguel Paulista, Franco da Rocha e algumas outras… que são gigantescas sem necessidade alguma!

Comments are closed.

Previous Post

Licitação para novo acesso da estação Paulista tem mais um adiamento

Next Post

Contrato de supervisão das obras da Linha 13-Jade até Barra Funda é homologado

Related Posts