Estação Giovanni Gronchi passa a operar com portas de plataforma

Estação da Linha 5-Lilás é a penúltima do ramal a ter portas de plataforma em operação. apenas Santo Amaro permanece sem o equipamento de segurança, que era prometido para 2021 pelo Metrô
Portas de plataforma da estação Giovanni Gronchi (CMSP)

Nesta sexta-feira, 31, começaram a operar as portas de plataforma da estação Giovanni Gronchi, da Linha 5-Lilás. A informação foi compartilhada pelo presidente do Metrô, Silvani Pereira, em seu perfil no Instagram, como é de praxe.

Agora das 17 estações da Linha 5, 16 já contam com os equipamentos em funcionamento. São elas: Chácara Klabin, Santa Cruz, Hospital São Paulo, AACD-Servidor, Moema, Eucaliptos, Campo Belo, Brooklin, Borba Gato, Alto da Boa Vista, Adolfo Pinheiro, Largo 13, Giovanni Gronchi, Vila das Belezas, Campo Limpo e Capão Redondo.

A implantação das portas nas estações da Linha 5 vem de sucessivos atrasos. Com exceção de Adolfo Pinheiro, todas as estações entregues a partir de 2017 já deveriam ter sido inauguradas com elas em funcionamento e, em seguida, a implantação nas estações da primeira fase da linha que foi entregue em 2002.

Passados quatro anos, ainda resta a entrega das fachadas na estação Santo Amaro, que faz conexão com a Linha 9-Esmeralda e é uma das mais movimentadas do ramal.

A promessa de Silvani era que todas as estações da Linha 5-Lilás passassem a contar com as portas em operação ainda em 2021, porém mais uma vez a companhia não cumpriu o planejado.

Total
1
Shares
Previous Post

Governo Doria pode terminar 2022 sem nenhuma nova estação inaugurada

Next Post

Consórcio que finaliza obras da Linha 17 ganha reajuste de quase R$ 9 milhões

Related Posts