Estação mais profunda do Brasil, Higienópolis-Mackenzie já começou a ser escavada

Futura estação da Linha 6-Laranja ficará 69 metros abaixo da superfície e deve ser aberta no final de 2025 ligando o ramal à Linha 4-Amarela
Poço da estação Higienópolis-Mackenzie: a caminho dos 69 metros (LinhaUni)

Um passeio até as profundezas de São Paulo. Assim será a futura estação Higienópolis-Mackenzie, da Linha 6-Laranja do Metrô. Como o site mostrou ainda nos tempos da concessionário Move São Paulo, a parada será a mais profunda do Brasil, com suas plataformas localizadas a 69 metros da superfície.

Após todos os problemas enfrentados pelo projeto, que ficou parado por mais de quatro anos, as obras da estação recomeçaram no ano passado e finalmente a Acciona, responsável por sua construção, iniciou a escavação do poço central que levará até o nível das plataformas.

Imagens recentes divulgadas pela empresa mostram o poço avançando vários metros para baixo, após a Acciona ter aberto a área onde ficará o mezanino. Serão oito níveis até o passageiro chegar à plataforma e cinco lances de escada até o mezanino, segundo mostra um desenho técnico obtido pelo site. Trata-se de uma altura equivalente a um edifício de 14 andares, mas construído no subsolo (veja abaixo).

Para os passageiros que hoje acham cansativo acessar as estações Pinheiros (Linha 4) e Santa Cruz (Linha 5), será um percurso ainda mais penoso, porém, não tanto para os usuários que farão conexão com a Linha 4-Amarela na estação homônima, cujo túnel de ligação ficará a apenas dois pisos da plataforma. A dificuldade, porém, será o longo percurso entre as duas estações, com cerca de 300 metros, praticamente o dobro da distância entre Consolação e Paulista.

A Acciona prevê abrir a Linha 6-Laranja em outubro de 2025, mas o cronograma depende da retomada dos trabalhos com os tatuzões, cujo primeiro deles está parado desde fevereiro.

Da superfície até as plataformas, o passageiro da Linha 6 descerá quase 70 metros

Pelo perfil da região por onde passará, a Linha 6-Laranja terá mais outras estações bastante profundas como PUC-Cardoso de Almeida (61 metros), FAAP-Pacaembu (58 metros), Bela Vista (59 metros) e São Joaquim (54 metros).

Trata-se de uma característica inerente às linhas de metrô convencionais, que não permitem grandes ângulos de subida e descida por comprometerem o desempenho em tração. Isso acaba fazendo com que o perfil dos túneis não possam variar demais, obrigando a que estações em níveis elevados sejam mais profundas para compensar outras estações em cotas mais baixas, como Perdizes, por exemplo.

O Metrô de São Paulo, entretanto, está estudando novas tecnologias capazes de permitir que os trens possam funcionar em ângulos um pouco mais elevados a fim de reduzir a profundidade das estações. Um ganho mesmo que pequeno se traduz em economia no projeto por exigir menos escavações e estruturas subterrâneas. Além, é claro, de facilitar os deslocamentos dos passageiros.

Área onde ficará o mezanino da estação (LinhaUni)

 

Total
50
Shares
9 comments
  1. Não dava pra estação da linha 6 ficar entre o mezanino e a estação da linha 4? Talvez pudesse ter um sentido da linha em cada lado da escadaria. Como tem muita escadaria, acredito que haveria espaço pra isso. Linhas de metrô em áreas por baixo de muitos prédios ou que passem por baixo de rio acabam sendo muito profundas realmente, mas talvez algumas medidas pra evitar tanto aprofundamento pudessem ser tomadas. E é por isso que é bom fazer logo linhas de metrô antes que se construam mais prédios nos bairros, mesmo que ainda não se tenha demanda para tal. Algum dia vai ter.

    1. Meu caro,

      São muitas variáveis que são levadas em consideração para considerar tal profundidade, tal como construções na região (altura e profundidade, idade, tipo, etc.), além de solo, método de construção da outra linha, método de construção utilizado na linha a ser construída e até mesmo a inclinação total das rampas ao longo de toda a linha. As próximas estações (em ambos os sentidos) também podem contribuir para essa profundidade. Não tenha dúvidas que se fosse pela vontade do Metrô, com certeza elas estariam muito mais próximas da superfície. Seria uma ótima para eles e principalmente para nós, usuários.

      1. Sim, eu entendo. Provavelmente não tinha como fazer menos profundo, embora fosse bem interessante, ainda mais que a linha 4 já é muito profunda. Essa então nem se fala.

  2. Mais profunda do que a atual caverna urbana subterrânea brasileira, a estação General Osorio do metrô Rio???

    1. kkkk, General Osório é superficial comparada com Pinheiros, Higienópolis-Mackenzie e Santa Cruz

  3. Vejo isso, e sempre pergunto, e a estação do Jardim Angela? Engraçado como a priorização de transporte público acontece, região carente de transporte com projeto antigo e que nunca sai do papel.

  4. Eu já tenho a impressão que estou indo ao centro da terra na estação Butantã de tantas escadarias e está vai ser mais funda ainda.

    1. Experimente ir nas estações santa cruz ou pinheiros, vai ver o que é escadaria que não acaba mais rs

Comments are closed.

Previous Post

Metrô estuda implantar sistema para detectar interferências na via

Next Post

Até junho, Metrô só utilizou um terço dos recursos para expansão de suas linhas em 2022

Related Posts