Expresso Aeroporto retornará na terça-feira, 20, diz CPTM

Serviço que liga a estação da Luz à Aeroporto Guarulhos estava suspenso desde 19 de junho, quando a companhia iniciou obras para substituição de aparelhos de mudança via entre as linhas 12 e 13
Trem do Expresso Aeroporto na estação da Luz (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

Após um mês suspenso, o Expresso Aeroporto voltará a funcionar a partir da terça-feira, 20 de julho, informou a CPTM. O serviço da Linha 13-Jade permite ir da estação da Luz, no centro de São Paulo, até a estação Aeroporto Guarulhos, próxima ao terminal aeroportuário, com menos paradas.

A operação foi suspensa por conta de intervenções na altura da estação Engenheiro Goulart, onde existe a ligação entre os trilhos das linhas 12-Safira e 13-Jade. Para agilizar a passagem dos trens nesse trecho, a CPTM decidiu substituir os aparelhos de mudança de via (AMV) por modelos que permitem manter uma velocidade mais alta.

De 20 km/h no equipamento original, as composições poderão trafegar no local até 50 km/h com a nova infraestrutura, reduzindo o tempo de viagem. A companhia de trens metropolitanos pretende concluir os trabalhos neste final de semana.

Foram necessários cinco finais de semana para executar os serviços, segundo a empresa. Nos dias 17 e 18 serão realizados os últimos trabalhos para que a via permanente, rede aérea e sinalização de campo sejam ajustadas aos novos equipamentos.

Instalação de novo AMV na Linha 12 (CPTM)

“Essa é uma obra de grande porte que vai beneficiar muitas pessoas, principalmente as que circulam pela Linha 13-Jade. Além de aumentar a velocidade do trecho de Eng. Goulart, os novos AMVs também facilitarão futuros projetos para que a linha avance além do seu atual trecho”, afirmou Pedro Moro, presidente da CPTM.

Interrupção nos serviços

Assim como nos finais de semana anteriores, a Linha 12-Safira terá o serviço alterado. No sábado, 17, os trens circularão apenas por uma via a partir de 16h enquanto no domingo o trecho entre as estações Tatuapé e Comendador Ermelino, que inclui USP Leste e Engenheiro Goulart, será interrompido – a CPTM acionará o sistema Paese para atender os passageiros.

A Linha 13-Jade funcionará normalmente em ambos os dias entre Eng. Goulart e Aeroporto Guarulhos.

Novo serviço substitui o antigo Airport Express e o Connect
Total
30
Shares
7 comments
  1. Boa tarde… Será modernizado a linha 12 Safira em toda sua extensão ” conforme já anunciado ” , para que os trens possa ter um intervalo de 3 em 3 minutos??? Nós usuários esperamos que seja melhorado está linha 12 Safira que só anda lotado… Nossa região é muito carente de transporte , e os trens única opção… Região de São Miguel , Itaim , Itaquaquecetuba…

  2. Bom dia.
    Referente esta matéria, a linha 13 Jade nunca cumpriu seu real objetivo, o de chegar aos terminais mais movimentos do Aeroporto Internacional Franco Montoro/SAO-GRU.
    É complicado e difícil para o passageiro portando bagagem sair de casa até a Luz, viajar até aquele aeroporto, desembarcar, carregar sua bagagem até o ônibus aeroportuário, fazer “city tour” pelo Terminal 2, continuar até o Terminal 1, para só então chegar ao Terminal 3. Imagine o esforço. Nós brasileiros esquecemos todo o aprendizado e o legado deixado pelos Ingleses?

  3. Linha 13 é ineficaz, não cumpre com objetivo de ser Expresso. Não chega nos terminais mais movimentados. Por isso, anda ‘as moscas. Com tráfego regular nas vias Tietê e ou Pinheiros, prefira o taxi. Linha 13 é “muito complicada”. Perdemos a noção dos ensinamentos dos ferroviários ingleses e seu grande legado.

  4. Até o momento não cumpre seu papel primordial que é chegar aos terminais principais do aeroporto internacional, sem ficar passeando de ônibus.

  5. A falha fundamental de projeto da linha 13 foi terem pensado Guarulhos, prioritariamente, como destino e não como origem.

    Quem projeta o traçado dessas linhas deveria sair do conforto de seus escritórios no centro de São Paulo e viver algum tempo nas cidades onde se pretende implantar uma linha. Por não fazerem isso, ficam “surpresos” com a demanda “abaixo do previsto”. Como vão fazer uma previsão de demanda se não sabem pensar e agir como passageiros?

  6. Me parece que uma força tarefa ca CPTM emfim, ainda que suspendendo a operacao por dias/semanas, finalmente saiu a contento.
    O que coloca em duvida, todas as outras manutencoes, ditas, fundamentais, ocorridas aos fds- diferente do metro- de madrugada – e que não vemos- na pratica- real valor ou qualidade nos horarios normais de funcionamento.
    Cabe uma sugestão: fazer um artigo-documento comparando essa realizacao com as dos fds (que lembra aquela da possibilidade da linha 18- se existente), elencando essas diferenças
    Alo Pedro Moro, porque nao fazer essa mesma task force em linhas como a 10- 11 e 7 visando mellhorias como:
    – limpeza e iluminacao do leito
    – recuperação do lindeiro ferroviario em parceria com prefeituras e subprefeituras (muraçao, vias laterais, lixo)
    – solucao de pontos de alagamento// reparos de angulos de inclinacao e outros AMS
    – simulacao de salvamento e segurança mais rigorosa ao longo do leito, impedindo invasoes, construcoes ilegais, dentre outras

    Tomara que este tipo de ação se repita, com verdade. E quem sabe utilize o intecambio com o metro, e passe a copiar os seus padroes (manutencao nas madrugadas, segurança mais rigorosa, implantacao dos sistemas de carrosel com mais efetividade.)

Comments are closed.

Previous Post

CPTM retomará certame para revitalização da iluminação na estação Palmeiras-Barra Funda

Next Post

CPTM prorroga contrato sinalização no trecho Grajaú-Varginha

Related Posts