Destaques Linha 17 Metrô de São Paulo

Futura estação Panamby da Linha 17-Ouro segue nos planos de megaempreendimento

Parada do monotrilho ficará localizada em meio ao complexo do Parque Global e próximo à estação Granja Julieta, da Linha 9, que ganhará passarela sobre o rio Pinheiros
O projeto do Parque Global: estação da Linha 17-Ouro conectada a shopping e complexo corporativo, além de passarela para ligá-los à estação Granja Julieta (Bueno Netto)

Lançado em 2014, megaempreendimento Parque Global, ao lado da Marginal Pinheiros, na Zona Sul de São Paulo, prometia transformar um enorme terreno no Panamby num complexo residencial, corporativo e de comércio e serviços. Porém, logo após iniciar as vendas de suas torres residenciais, o projeto foi embargado pela Justiça após ações de moradores da região que alegavam danos ambientais. No ano passado, após acordos celebrados com o grupo Bueno Netto, dono do empreendimento, o Parque Global está sendo retomado e com seu projeto atualizado.

Material recente do complexo disponível no site do projeto confirma que a futura estação Panamby, da Linha 17-Ouro, continua fazendo parte dos planos da construtora, que pretende interligar o shopping center com 50 mil m² de área locável e um conjunto de edifícios que inclui espaço para coworking, consultórios médicos e hotel ao ramal de monotrilho. Como se sabe, o Metrô de São Paulo tem focado nos últimos anos em finalizar o primeiro trecho, chamado de priotário, e que está em obras desde 2012.

Já a estação Panamby faz parte da chamada 3ª fase, que levará o ramal da estação Morumbi até São Paulo-Morumbi, da Linha 4-Amarela, passando por bairros como Panamby, Paraisópolis e Morumbi. No entanto, trata-se do trecho mais polêmico e que enfrentou protestos por utilizar parte do terreno de um cemitério e o eixo da avenida Jorge João Saad, o que motivou movimentos de bairro a pedir pelo cancelamento do projeto.

No entanto, a estação Panamby ficará localizada próximo à Marginal Pinheiros, dentro do terreno do complexo, que precisou ser alterado no início da década por conta de desapropriações. A Bueno Netto, entretanto, viu na Linha 17 uma oportunidade para ampliar a atratividade do empreendimento e decidiu incorporá-lo ao projeto, inclusive alterando o estilo da estação para seguir os traços do complexo.

A estação Panamby em projeto preliminar do Parque Global (Bueno Netto)

Em ilustração publicada pela construtora nos últimos meses, a estação Panamby voltou a ser mostrada, inclusive com passarelas conectando o shopping e o conjunto corporativo. Não se ainda se a intenção da Bueno Netto é oferecer algo semelhante ao que fez a Brookfield à CPTM ao propor a construção da estação João Dias, mas parece bastante óbvio que isso é o caminho natural do projeto.

Para reforçar essa preocupação com mobilidade urbana, o projeto do Parque Global também contempla uma enorme passarela de pedestres e ciclistas que atravessará o Rio Pinheiros e permitirá uma ligação entre o empreendimento e a estação Granja Julieta da Linha 9-Esmeralda, assim como o comércio e serviços existente na outra margem.

Fato é que, em tese, levar a Linha 17 por mais algumas centenas de metros no sentido do Panamby não chega a ser um desafio técnico ou financeiro. Prova disso é que já existem cerca de 900 metros de vias em obras após a estação Morumbi, restando aproximadamente outros 350 metros e a transposição do rio para chegar ao local da estação Panamby. Um complicador, no entanto, é a suposta ausência de aparelhos de mudança de via na região, necessários para que os trens possam retorna no sentido do aeroporto.

Caso evolua e incorpore a estação Panamby, o Parque Global pode ser mais um exemplo bem sucedido de parceria entre a iniciativa privada e o estado para viabilizar a expansão sobre trilhos, mesmo que a gestão Doria mostre-se contra o monotrilho.

Estação João Dias: iniciativas como a da Brookfield podem se multiplicar (Divulgação)
Leia no Lulica
Insônia, aumento de apetite, problemas de visão 29/9/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

11 Comentários

Click here to post a comment
  • Como sempre, essas malditas associações de moradores atrapalhando o progresso e atrasando obras. Cadê esse engajamento todo pra reclamar pelos motivos e alvos certos? Uma associação de moradores está atrasando um empreendimento próximo à paulista que vai revitalizar a região e trazer um novo espaço de convivência pra população, mas alegam “impactar a vida dos moradores”.

    • Sim, essa associação me lembra quando falaram do metrô em Higienópolis, que os moradores frescos de lá falavam que não queriam gente diferenciada por lá. Engraçado que é esse mesmo povo que vota no PSDB, vai entender!

    • Pois é, essas associações vivem prejudicando as obras do Metrô… Enquanto na periferia o povo implora por linhas, nesses bairros querem é distância de infraestrutura de trasnportes coletivos. Já vi associação sendo contrária até à construção de praças e parques!

Airway