Após ser concedida, Linha 8 da CPTM deve passar a cobrar tarifa na extensão após Itapevi

Trecho com duas paradas é operado de forma gratuita atualmente com trens antigos da Série 5400. Edital prevê mudança após investimentos
Trem da Série 5400 em Amador Bueno: concedida, Linha 8 deve acabar com trecho gratuito (SP Sobre Trilhos)

Os passageiros que utilizam hoje a extensão operacional da Linha 8-Diamante, da CPTM, deverão ter motivos para comemorar quando o ramal for concedido à iniciativa privada em 2021. Dentro dos planos anunciados pelo governo do estado estão a reforma das estações Amador Bueno e Santa Rita, além da reconstrução da parada Ambuitá, que foi desativada juntamente com Cimenrita (mas que não está nos planos do governo).

Com pouco mais de 6 km de extensão, o trecho foi reaberto em 2014 pelo então governador Geraldo Alckmin utilizando trens da Série 5400. Durante esse período, o serviço não está sendo cobrado, Isso só ocorre a partir de Itapevi, final da parte principal da Linha Diamante. Mas nesse caso, a concessão prevê que os usuários passarão a ter tarifa cobrada também pela extensão.

Segundo consta de um anexo do edital de concessão das linhas 8 e 9, “a supressão do serviço de traslado de ônibus deverá ocorrer após o início de operação da Estação Ambuitá (a ser construída), do término das reformas das estações Santa Rita e Amador Bueno e da eliminação das três passagens em nível existentes no trecho entre Itapevi e Amador Bueno. Com essa reconfiguração física e operacional, será iniciada a cobrança regular do direito de viagem para embarque“.

A CPTM não divulga qual é o número de passageiros que utiliza a extensão, mas o site apurou que a circulação em dias úteis não chega a 3 mil pessoas e cai para cerca de 2.000 aos sábados e por volta de 1.200 usuários aos domingos. A Linha 8 como um todo transportou 5,8 milhões passageiros em outubro, dado mais recente disponibilizado pela companhia. Itapevi responde por 560 mil passageiros desse total.

Hoje o serviço principal da Linha 8 segue até Itapevi (SP Sobre Trilhos)

Fim dos ônibus gratuitos

Como citado no edital, também o serviço de ônibus gratuito que hoje é oferecido como compensação pelo fim das estações Ambuitá e Cimenrita será descontinuado assim que a futura concessionária concluir os investimentos na região. A ação deveria ter sido provisória enquanto as duas estações não eram recuperadas pela gestão anterior, mas isso nunca ocorreu.

Resta saber como a concessionária fará a operação no trecho da extensão, se nos moldes atuais (mas com pagamento de tarifa) ou se deve realizar algumas viagens até Amador Bueno, com intervalos parecidos com os atuais, que giram em torno de 30 minutos. Praticamente certo é o fim da utilização dos velhos trens da Série 5400, mas isso apenas quando a nova frota de 34 trens que será comprada por ela seja entregue.

O contrato de concessão também abriu a possibilidade de a empresa privada que vencer o leilão ofereça serviços até Sorocaba, reativando trechos da ferrovia que hoje só estão disponíveis para transporte de carga ou abandonados.

Com informações do SP Sobre Trilhos.

Total
324
Shares
11 comments
  1. As plataformas das estações da extensão são consideravelmente mais curtas, e, se não me engano, sua expansão não está prevista; acho que não comportariam os trens de 8 carros do trecho principal

    1. Seria bom mesmo que arrumasse a linha de trem 8 estão construindo muito barracos está acabando com os trilho o lugar está cada dia mais feio,gostaria que CPTM visse o que está virando a linha de trem ao término da estação amador Bueno.

  2. Sim devem colocar essa extensão ate Sorocaba pois a 35 anos atrás fazíamos esse trajeto com os antigos modelo TOSHIBA e no demais e uma mao na roda pois desafogaria transitos e abre um leque maior para os ja entao moradores da macro região de Sorocaba (Sorocaba, Mairinque, Alumínio, Sao Roque) e sendo também que Doria ja havia mencionado em começo de campanha para a eleição do governo de SP que e um dos planos de governo a expansão da malha ferroviária tanto para antiga sorocabana ( linha 8) qanto para a Santos Jundiá ( linha7) e que a extensão da linha 9 estaria a cargo de iniciativa privada chinesa e que podera se extender ate o litoral

      1. De amador Bueno para Itapevi ou Itapevi para amador Bueno a tarifa e cobrada na estação de Itapevi. Portanto me desculpem mas acho que não está certo dizer que a extensão e operada de forma gratuita. Porém se o uso se der entre amador Bueno e Sta. Rita realmente não tem cobrança mas, essa forma de uso é tão pequena que creio não compensa nem o custo de manutenção das catracas.

  3. Nossa incrível postar,uma notícia dessa,para quem não sabe na última estação de Itapevi sempre foi cobrado passagem entre ida e volta, demais esclarecimentos são fake.

    1. Caro Wilson, leia a nota com atenção, por favor. Uma interpretação apressada acaba repetindo esse comportamento de questionamento sem compreender o texto. Em nenhum momento o post diz que não há cobrança na Linha 8, mas sim, a extensão é gratuita, assim como os ônibus. Claro que quem segue viagem paga a tarifa, obviamente. Fato é que os usuários dessa região verão uma mudança no ramal, que é positiva a despeito do fim do trecho gratuito. E aí vai um pedido: não use o termo ‘fake’ sem critério algum. ‘Fake news’ são informações falsas lançadas na mídia sem qualquer confirmação ou então criadas ou alteradas com propósitos ilícitos. Se você tivesse lido de fato o artigo notaria que há a reprodução literal do edital de licitação que diz textualmente que haverá o fim da gratuidade no trecho. Abraços.

Comments are closed.

Previous Post

Metrô relança licitação de elaboração do projeto básico da Linha 19-Celeste

Next Post

CPTM entrega mais dois novos trens para a Linha 13-Jade

Related Posts