Linha 13 Linha 15 Linha 17 Linha 2 Linha 4 Linha 5 Linha 6 Linha 9

Governo do estado diminui verba para o Metrô e CPTM em 2016

Orçamento enviado para a Assembléia Legislativa prevê 21,4% a menos de recursos para ampliação e modernização da rede metroferroviária
Linha 17 é uma das obras que deve ser afetada pela redução nos investimentos em 2016
Linha 17 é uma das obras que deve ser afetada pela redução nos investimentos em 2016
Linha 17 é uma das obras que deve ser afetada pela redução nos investimentos em 2016
Linha 17 é uma das obras que deve ser afetada pela redução nos investimentos em 2016 (Metrô)

O governo do Estado de São Paulo enviou para a Assembléia Legislativa nesta semana o Orçamento de 2016 com importantes cortes nos recursos para o Metrô e a CPTM. A proposta orçamentária ainda será discutida pelos deputados estaduais até ser votada em dezembro.

A pasta dos Transportes Metropolitanos é a mais afetada, segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo. Serão R$ 5,2 bilhões investidos na ampliação e modernização da rede metroferroviária, R$ 1,4 bilhão a menos que em 2015 (21,4% de queda).

Destes, R$ 3,1 bilhões irão para os obras do Metrô e R$ 1,6 bilhão para os projetos da CPTM. No caso do primeiro, são projetos como a ampliação das linhas 2, 4 e 5 e a implantação das novas linhas 15, 17 e 6. No caso da CPTM, há a nova Linha 13 e a extensão da Linha 9, além de modernização das vias, reforma de estações e aquisição de trens.

O governador Geraldo Alckmin culpou a crise econômica e política pela queda na arrecadação e consequente receita menor do Estado. Na prática, a redução no ritmo de algumas obras é visível há vários meses.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway