Destaques Linha 18

Governo prorroga contrato da Linha 18-Bronze até maio

Sem prazo para início, linha de monotrilho no ABC Paulista recebe novo aditivo para manter PPP viva

Estações da Linha 18 terão plataformas laterais em vez de centrais

Concepção artística de uma das estações da Linha 18: projeto ainda está vivo mas prazo de entrega está distante

Sem previsão de início, as obras da Linha 18-Bronze, monotrilho que passará por três municípios do ABC Paulista e chegará à estação Tamanduateí, em São Paulo, receberá um novo aditivo de prazo, segundo artigo publicado pelo jornal Metro. Assinado em 2014, o contrato havia sido prorrogado até novembro de 2017 e agora terá um novo prazo até maio de 2018.

Apesar de manter viva a PPP (Parceria Público-Privada) com o consórcio VEM ABC, o governo do estado segue sem dar previsões a respeito do início dos trabalhos. Em declaração no ABC, o governador Geraldo Alckmin disse que “não dá para cravar data ainda sem ter o financiamento definido”, mas observou que “não tem decisão em curto prazo, mas haverá, sim. Tanto é que o contrato está mantido”, se referindo ao aditivo.

O principal obstáculo para que a linha de metrô saia do papel foi resolvido em dezembro do ano passado quando a Secretaria do Tesouro do governo federal elevou o “rating” do estado de São Paulo, permitindo que o ente possa contrair empréstimos no exterior – por vários anos, São Paulo foi considero incapaz de pagar suas dívidas, segundo critério da União, a despeito de outros estados terem notas positivas e poucos recursos próprios em caixa.

Agora, a expectativa é que a gestão Alckmin dê início a tramitação de um pedido de empréstimo de cerca de R$ 400 milhões para custear as desapropriações e assim, liberar as áreas necessárias para a construção das vias, estações e prédios técnicos, que são responsabilidade da concessionária VEM ABC.

A obra está prestes a completar três anos e seis meses de atraso: o contrato foi assinado em agosto de 2014 e tinha previsão de entrega quatro anos depois, ou seja, em 2018. Agora, na melhor das hipóteses, o monotrilho do ABC deverá ficar pronto apenas em 2022.

Mapa da Linha 18-Bronze (Divulgação)

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Leave a Comment