Destaques Linha 15

Linha 15-Prata passa por “super teste” no fim de semana

Metrô e Bombardier colocaram 17 trens de monotrilho circulando pelo novo ramal, situação semelhante a que ocorrerá com o trecho em obras pronto
Trens do monotrilho da Linha 15

Talvez alguns moradores próximos a avenida Anhaia Mello podem ter confundido o último domingo com um dia normal de semana. Ao menos se notaram a frequente passagem de trens na Linha 15-Prata. O Metrô e a Bombardier realizaram mais um fim de semana de testes no sistema de sinalização CBTC para preparar o ramal para a operação comercial entre Vila Prudente e São Mateus, que deve ocorrer nos próximos meses caso não haja mais atrasos (veja no final do texto).

Segundo relatos em redes sociais pelo menos 15 trens de monotrilho teriam circulado nas vias elevadas ao mesmo tempo, simulando uma operação comercial plena – há quem fale em 20 composições, quase o total existente hoje (27). Consultado, o Metrô confirmou ao site que foram na verdade 17 trens no teste.

Chamou a atenção não só a quantidade mas também a velocidade atingida pelo trens, muito próxima da planejada que inclui trechos a 80 km/h, o que será capaz de tornar a viagem mais atraente – hoje os trens não chegam a atingi-la durante a operação assistida entre Vila União e Oratório. O Metrô aproveita os fins de semana para utilizar energia elétrica trazida da Linha 2-Verde já que a subestação que alimentará o monotrilho ainda não ficou pronta.

Se por um lado os testes com os trens parecem avançar as obras das quatro estações remanescentes perderam ritmo, inclusive Jardim Planalto, prometida para agosto, mas que ainda está longe de ser concluída. Rumores apontam que a parada já teria ficado para setembro enquanto Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus devem ser entregues se muito no final do ano – o Metrô já estima oficialmente o 4º trimestre.

Imagens de uma empresa que presta serviços nas obras mostravam que as estações estão num estágio bastante avançado no final de junho, no entanto, no caso de Jardim Planalto, faltavam o trabalho de paisagismo e acabamento de partes dos prédios sem falar na finalização do acesso norte, mais atrasado (veja galeria abaixo).

Com a ampliação do horário de operação assistida em 31 de julho, o trecho entre Oratório e Vila União tem atraído mais passageiros diariamente. Se a média útil de usuários tinha sido de 2.583 pessoas em 9 de agosto, data mais recente disponível no site do Metrô, o número de passageiros superou a marca de 3.680 embarques transportados em 62 viagens entre 9h e 16h.

Veja também: Concessão da Linha 15-Prata tem leilão adiado para novembro

 

 

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

5 Comentários

Click here to post a comment

Posts mais compartilhados

Veja em AUTOO

AUTOO