Ainda não se trata de uma contagem regressiva por segundos e muito menos um gráfico mostrando a lotação dos vagões, mas o Metrô de São Paulo finalmente disponibilizou um serviço muito útil para os passageiros, a informação do tempo de espera pelo próximo trem.

A novidade foi vista na Linha 2-Verde nos últimos dias e mostrada pelos monitores informativos presentes nas plataformas. Como mostra a imagem do leitor Alex Tukobai, o tempo de espera é apresentado do lado direito da tela, abaixo da informação de hora. O serviço lembra mais que existe em outras linhas de metrô no mundo, com o tempo arredondado por minuto, o que fornece uma boa ideia de tempo até a chegada da próxima composição.

O novo serviço ainda não foi divulgado pelo Metrô oficialmente, porém, imagina-se que ele foi possível graças à adoção do sistema CBTC de controle de trens. A tecnologia utiliza sinais de rádio nas composições para mapear a posição de todos os trens em operação, com isso o CCO (Centro de Controle Operacional) consegue ver em tempo real a posição de cada um deles. Já no sistema ATC, anteriormente usado e hoje presente nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha, o Metrô só tem a informação que uma composição está ocupando determinado trecho da via sem detalhar a distância exata, por exemplo.

Em outras palavras, já que a informação de tempo existe, bastaria criar algum procedimento para compartilhá-la com os passageiros, como ocorre na Linha 4. A ViaQuatro, no entanto, optou por ser ainda mais precisa ao utilizar o sistema CBTC e mostra a contagem regressiva em segundos, um dado ainda mais útil.

A adoção da informação de tempo para a chegada de cada trem é uma bem-vinda notícia após anos em que esse serviço era cogitado pela companhia. Espera-se que ele possa aos poucos ser aprimorado a ponto de também oferecer a lotação de cada vagão, como na Linha 4, e quem sabe até mesmo o tempo de espera pelos trens seguintes, algo que existe no Metrô de Londres. Com isso, os passageiros podem se programar melhor se vale a pena pegar a primeira composição ou esperar pelo seguinte, ajudando a distribuir melhor os usuários na linha.

No Metrô de Londres, o painel mostra não apenas uma, mas o tempo de espera pelas próximas composições (Geography)