Linha 2-Verde do Metrô começa a mostrar tempo de espera pelo próximo trem

Informação passou a aparecer nos monitores informativos do ramal nos últimos dias, porém, de forma mais simples que na Linha 4-Amarela, ViaQuatro
Painel da Linha 2-Verde mostra o tempo de espera pelo próximo trem: novidade enfim chegou ao Metrô de São Paulo (Alex Tukobai)

Ainda não se trata de uma contagem regressiva por segundos e muito menos um gráfico mostrando a lotação dos vagões, mas o Metrô de São Paulo finalmente disponibilizou um serviço muito útil para os passageiros, a informação do tempo de espera pelo próximo trem.

A novidade foi vista na Linha 2-Verde nos últimos dias e mostrada pelos monitores informativos presentes nas plataformas. Como mostra a imagem do leitor Alex Tukobai, o tempo de espera é apresentado do lado direito da tela, abaixo da informação de hora. O serviço lembra mais que existe em outras linhas de metrô no mundo, com o tempo arredondado por minuto, o que fornece uma boa ideia de tempo até a chegada da próxima composição.

O novo serviço ainda não foi divulgado pelo Metrô oficialmente, porém, imagina-se que ele foi possível graças à adoção do sistema CBTC de controle de trens. A tecnologia utiliza sinais de rádio nas composições para mapear a posição de todos os trens em operação, com isso o CCO (Centro de Controle Operacional) consegue ver em tempo real a posição de cada um deles. Já no sistema ATC, anteriormente usado e hoje presente nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha, o Metrô só tem a informação que uma composição está ocupando determinado trecho da via sem detalhar a distância exata, por exemplo.

Em outras palavras, já que a informação de tempo existe, bastaria criar algum procedimento para compartilhá-la com os passageiros, como ocorre na Linha 4. A ViaQuatro, no entanto, optou por ser ainda mais precisa ao utilizar o sistema CBTC e mostra a contagem regressiva em segundos, um dado ainda mais útil.

A adoção da informação de tempo para a chegada de cada trem é uma bem-vinda notícia após anos em que esse serviço era cogitado pela companhia. Espera-se que ele possa aos poucos ser aprimorado a ponto de também oferecer a lotação de cada vagão, como na Linha 4, e quem sabe até mesmo o tempo de espera pelos trens seguintes, algo que existe no Metrô de Londres. Com isso, os passageiros podem se programar melhor se vale a pena pegar a primeira composição ou esperar pelo seguinte, ajudando a distribuir melhor os usuários na linha.

No Metrô de Londres, o painel mostra não apenas uma, mas o tempo de espera pelas próximas composições (Geography)
Total
24
Shares
5 comments
  1. Que legal. Cada evolução deve ser sim comemorada.

    Eu gosto também do Painel do Metrô Rio, que mostra em que estação o trem está. E lá como tem vias que compartilham mais de uma linha, mostra qual a linha o trem está prestando serviço.

  2. Ainda não vi, mas será que esse grafico vai estar bem visivel, do jeito que as telas são pequenas?
    As da ViaQuatro são bem grandes, consegue-se ver de longe o tempo para o próximo trem….

  3. A única solução é mesmo privatizar: o Metrô é muito lento em suas ações, veja a falta de 3G dentro dos túneis.

    1. No caso vc diz isso sobre a L5 né? Pq as linhas estatais e a L4 todas tem 4G em quase toda a extensão, essa iniciativa de ter 4G não é da operadora do metrô e sim das operadoras, quem instala é as operadoras logo sua fala não tem peso, o metrô só pode ir atrás da proposta mas não garante que ela será executada

Comments are closed.

Previous Post

Linha 15-Prata completa uma semana paralisada sem que Bombardier tenha identificado problema com monotrilho

Next Post

Suspeitas sobre problema no monotrilho da Linha 15-Prata recaem sobre pneus e rodas, diz jornal

Related Posts