Destaques Linha 5

Linha 5 do Metrô contará com máquinas de vendas de bilhetes

Licitação foi aberta e é destinada a venda por autoatendimento na expansão da Linha Lilás, a princípio
Máquina de autoatendimento (Reprodução)
Máquina de autoatendimento (Reprodução)
Máquina de autoatendimento (Reprodução)
Máquina de autoatendimento (Reprodução)

O Metrô abriu nesta sexta-feira (29) uma licitação que prevê a instalação de máquinas de autoatendimento para venda de bilhetes do tipo “Edmonson”. Por enquanto, a novidade estará restrita a Linha 5-Lilás e faz parte do seu projeto de expansão que chegará até a estação Chácara Klabin.

A licitação será internacional e não prevê preferência por equipamentos nacionais – o resultado será divulgado no dia 20 de junho.

Comuns em metrôs mundo afora, os terminais de autoatendimento inexistem no Metrô e na CPTM que sempre manteve bilheterias presenciais em suas estações. No entanto, apenas dinheiro é aceito pelas duas companhias, o que dificulta a vida de quem trabalha preferencialmente com cartões eletrônicos, sem falar em turistas.

O fato de envolver apenas a Linha 5 também pode ter a ver com a intenção do governo do estado de conceder sua operação à iniciativa privada. Curiosamente, a Linha 4, operada pela concessionária ViaQuatro, até hoje não disponibilizou esses equipamentos em suas estações.

Veja também: Metrô vai instalar pontos de recarga de celulares nas estações

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway