Linhas da CPTM transportaram 8% mais passageiros em 2021

Mas movimento ainda se encontra bem abaixo de 2019, quando as sete linhas da companhia embarcaram quase 700 milhões de usuários contra 448 milhões no ano passado
Trem da Linha 12-Safira: ramal foi um dos que mais se aproximou do patamar pré-pandemia (Jean Carlos)

As sete linhas de trens metropolitanos operadas pela CPTM apresentaram um crescimento de 8,1% no número de passageiros transportados em 2021. O site realizou a soma dos dados mensais divulgados pela empresa, única a compartilhar informações de dezembro até esta data.

Foram embarcados 448 milhões de usuários durante o ano, 33,4 milhões a mais do que em 2020 (414,6 milhões). A alta foi modesta a ponto de manter o movimento 36% menor se comparado a 2019, último período anual não afetado pela pandemia do Covid-19.

O efeito do isolamento social em cada uma das linhas da CPTM, no entanto, foi bastante variado. Enquanto a Linha 13-Jade cresceu 28,5%, se aproximando o número de passageiros transportados em 2019, a Linha 9-Esmeralda teve um aumento na demanda de apenas 1%.

A evolução na demanda das sete linhas da CPTM entre 2019 e 2021 }(clique para ampliar)

A Linha 9, considerada a de fluxo mais equilibrado na malha da CPTM, manteve-se como a segunda mais movimentada da empresa, atrás da Linha 11-Coral, porém, sem em 2019 ela quase se igualou em demanda no ano passado, a distância entre elas foi de mais de 33,6 milhões de usuários.

A situação da Linha Esmeralda, que na semana que vem será assumida pela ViaMobilidade juntamente com a Linha 8-Diamante, reflete o aumento no trabalho remoto, que beneficia empregados mais qualificados e afeta a recuperação do fluxo de passageiros até hoje.

Após a Linha 13, cujo crescimento envolve algumas melhorias implantadas e a volta do serviço Expresso Aeroporto, a Linha 7-Rubi foi a que mais ampliou seu público no ano passado, com crescimento de 11,9%. Logo atrás vieram as linhas 12-Safira e 10-Turquesa.

Dos grandes ramais da CPTM, a Linha 12 é a que mais está próxima de voltar ao patamar pré-pandemia. Ela chegou a quase 75% do número de passageiros de 2019, seguida da Linha 7, com 71,5%.

Total
1
Shares
2 comments
  1. Com o crescimento da linha 13 jade, se retornasse as paradas Brás e Tatuapé com certeza daria um ótimo resultado.
    Brás a trabalho e compras;
    Tatuapé a trabalho, gastronomia, área de saúde e lazer.
    Com certeza seria um sucesso, e aliviaria às linhas 03, 11 e 12 entre engenheiro Goulart, Tatuapé, Brás e luz. Tatuapé já era atendida pela conect.

Comments are closed.

Previous Post

Metrô avança nas desapropriações para levar a Linha 2-Verde até Guarulhos

Next Post

Como deverá ser a estação Bosque Maia da Linha 19-Celeste

Related Posts