Metrô avança nas desapropriações para levar a Linha 2-Verde até Guarulhos

Segundo presidente da companhia, foram despendidos mais de R$ 70 milhões em dezembro a fim de liberar terrenos para extensão do ramal após Penha
Projeção da plataforma da estação Dutra, da Linha 2-Verde (Tetra)

Enquanto as obras da expansão da Linha 2-Verde até Penha seguem em bom ritmo, a despeito do atraso da entrada em operação do ‘tatuzão’, o Metrô de São Paulo está avançando com a preparação para levar o ramal até Guarulhos.

Em entrevista na semana passada, o presidente da companhia, Silvani Pereira, revelou que o processo de liberação das áreas para implantação da linha seguem ativos.

Segundo ele, novas autorizações de desapropriações foram emitidas recentemente, com o dispêndio de mais de R$ 70 milhões em indenizações apenas em dezembro.

Até o momento, 152 imóveis do trecho entre Penha e a futura estação Dutra já foram desapropriados, explicou Silvani.

Futura estação Tiquatira (Arcadis)

Quando reativou o projeto de levar a Linha 2-Verde até Guarulhos, o governador João Doria decidiu dividir a extensão em duas partes, a primeira com oito estações chegando até a estação Penha, a segunda, com cinco estações até Dutra.

A promessa original era que esse segundo trecho seria lançado pouco tempo depois, mas desde então a gestão posterga a obra, que já tem contrato assinado com consórcios. Além de exigir mais recursos financeiros, a extensão de Guarulhos depende ainda de desapropriações em áreas que ainda nem começaram.

No ano passado, o presidente do Metrô chegou a cogitar que a Linha 2 possa chegar à Tiquatira, ou seja, com duas estações a mais do que o projeto em implantação atualmente. Essa possibilidade faria com que houvesse uma importante ligação com as linhas 12-Safira e 13-Jade da CPTM, ajudando a distribuir o fluxo de passageiros e tornando o ramal que atende o Aeroporto de Guarulhos mais atraente.

O trecho em construção da Linha 2-Verde

No entanto, para que isso possa ocorrer será preciso utilizar uma nova tuneladora que escavará o trecho. Iniciar esse trabalho sem que os canteiros até Guarulhos estejam ao menos liberados poderia envolver um custo proibitivo já que o shield ficaria estacionado, aguardando a evolução da obra.

Apesar da grande divulgação feita pelo governo do estado sobre o avanço do projeto da Linha 19-Celeste, levar a Linha 2-Verde até Guarulhos é algo bem mais palpável. Mas restam dúvidas se o Metrô priorizará a chegada em Dutra já que em documentos internos, a companhia manifestou preocupação com o fluxo de passageiros que poderia ser atraído para ela sem a existência da Linha 19.

Total
30
Shares
14 comments
  1. meu amigo Ricardo, mais uma otima noticia trazida por voce sobre a linha VERDE ! Mas a chamada fala em 12 milhoes e o texto em 70 milhoes gastos com desapropriacao de imovel ?? imagino que o valor certo seria de 70 milhoes de reais ?? abracos, edmundo

  2. Ah, seria interesse se essa administração tiver êxito em desapropriar os terrenos ao menos até a região do Tiquatira neste primeiro momento e tendo condições financeiras até a região da Dutra no município de Guarulhos/SP será um passo considerável no sonho de boa parte dos residentes de quem reside no município.
    Deixando ao cargo do próximo chefe do executivo paulista em pensar na questão das obras civis e quem sabe a conclusão de eixo metroviário sem realização de contabilidade criativa.

  3. Creio que a expansão do metrô está seguindo mais critérios políticos do que técnicos. A linha 2 deveria acabar na estação Paulo Freire e desta estação partir uma linha até a estação Lapa passando pela zona norte. A linha 19,que irá até a estação Bosque Maia,deveria ser estendida até a rodoviária de Guarulhos conectando com a linha 13 da CPTM e a linha 1 do metrô deveria ser estendida até o terminal de ônibus da Vila Galvão.

  4. As justificativas dos planejadores do Metrô CPTM, para o cancelamento da chegada da Linha 2-Verde até Guarulhos por volta de 2028 alegando uma sobrelotação não possuíam fundamento algum, pois tinha por base a análise equivocada que foi colocada na qual se está fazendo desta indevidamente de terminais das Linhas 5-Lilás, 15-Prata e indiretamente da Linha Integradora 710-Rubi/Turquesa recentemente reunificada, com a construção da nova Estação Integradora no Ipiranga e com a sua reunificação das Linhas 5-Lilás, 15-Prata, com estas providencias não se justificava este cancelamento.
    Além do mais não estão levando em conta que expandindo a ociosa Linha 13-Jade até Guarulhos por ser de forma mais rápida e econômica, e se resolvera dois problemas simultaneamente, postergando a Linha 19-Celeste que só será exequível sua implantação após a década de trinta!
    Creio que após esta licitação e a prioridade de acordo com o planejamento do Metrô / CPTM, é a de estender ás Linha 5-Lilás que hoje faz terminação na Chácara Klabin, assim como também à Linha 15-Prata que hoje é terminal na Vila Prudente de forma concomitante para se evitar um colapso de superlotação, as tornando um “Huber” no Terminal no Ipiranga da CPTM, a fim de descongestionar a Linha 2-Verde, a qual será uma das linhas mais concorridas de São Paulo quando sua extensão estiver concluída até Guarulhos, tratando-se de uma solução lógica até esta nova Estação Ipiranga na Linha Integradora 710 reunificada da CPTM antes que a Linha Prata chegue à região de Cidade Tiradentes, é a única que possui três linhas regulares, e atualmente a central e se encontra subutilizada a qual devera ser totalmente reformada inclusive com atenção especial a drenagem, e com acesso a plataforma da linha central que hoje não existe e ampliada em uma atitude sensata, e deveriam ser priorizadas antes de se iniciar quaisquer outras linhas do Metrô, pois sua alta demanda crescente reprimida será retomada pós pandemia, exige esta ação prioritária.

    1. Todo ano de eleição aparecem essas notícias sobre metrô em Guarulhos. Desde criança ouço que tem projeto, que agora vai e nada. E sempre em ano de eleição pra governador. É sempre a mesma historinha de sempre.

  5. Já passou da hora de começar a extensão da linha 13 até o bairro de bonsucesso!!!
    Levando a linha verde até Tiquatira e fazer a conexão com a Linha 12 e 13 da cptm….

      1. Não haverá aumento expressivo de demanda e vantagens reais, e não será a simples troca dos atuais ônibus circulares na GRU Airport por VLT, Aero Móvel, Monotrilho ou People Mover ou quaisquer outros que irá aumentar esta baixíssima demanda desta linha 13-Jade, e sim focar na sua a extensão no sentido Guarulhos ainda nesta década (2028) com quatro estações Jardim dos Eucaliptos, São João, Presidente Dutra e Bonsucesso que iria atrair usuários de outros municípios limítrofes como Arujá, Santa Isabel, Itaquaquecetuba entre outros levarão o ramal para uma região carente de transporte ferroviário no entorno do aeroporto, onde iria aguardar a chegada da Linha 2-Verde ainda nesta década em que seria construído um pátio e um terminal de manutenção de trens, afinal este é o 2º maior município do Brasil com 1,4 milhões de habitantes e não tem Trem Metropolitano e nem Metrô.

  6. A conexão da Linha 13 Jade com a Linha 2 Verde em Tiquatira vai finalmente fazer a linha ser útil. Vai ser muito prático para quem vem do Aeroporto ir à região da Paulista e Consolação, ter que fazer ao menos três baldeações para finalmente chegar na linha 2 é muita perda de tempo. O expresso aeroporto pelo menos é mais aceitável, mas com horários tão ridículos, desanima utilizar esse serviço.

    A Linha 13 é um caos. Uma linha totalmente subutilizada, tem que expandir urgentemente para Bonsucesso, e quem sabe, indo até Arujá! A população dessa região sofre muito com falta de transporte de qualidade. Não se pode cometer o mesmo erro que a Linha 5 Lilás, que passou vários anos indo do nada para lugar nenhum!

  7. Como já falei inúmeras vezes, nenhuma linha pode crescer indefinidamente sem que se tenha uma rede de trilhos suficientemente densa. Com a Linha 2 não é diferente. Apenas transferir demanda para esta linha, sem criar alternativas para ela mesma, não vai solucionar problema algum na rede como um todo. Na verdade, ao contrário: irá criar problemas ainda mais graves e sem precedentes!

    Se Guarulhos não tem metrô até hoje, a “culpa” não está na expansão da Linha 2. Tampouco é esta linha que deve atender o município em questão. É a Linha 19 que deveria já estar em obras. Aliás, a 19 é sim mais importante do que a própria expansão da Linha 2.

    Se a extensão até Penha já irá saturar em demasia a Linha 2, é evidente que não há como chegar a Guarulhos sem que se tenha, no mínimo, a Linha 19 pronta (que na minha visão deveria já chegar, na sua primeira etapa, até a estação Brigadeiro, e não somente até Anhangabaú), além da expansão da Linha 5 após Chácara Klabin (no sentido da estação Ipiranga).

    Qualquer decisão diferente disso, provavelmente não será técnica. Se for, então está faltando planejamento e competência!

Comments are closed.

Previous Post

CPTM vai adquirir mais de 2.900 toneladas de trilhos novos

Next Post

Linhas da CPTM transportaram 8% mais passageiros em 2021

Related Posts