Destaques Linha 1 Linha 2 Linha 3

Metrô apresenta projeto de instalação de portas de plataforma nas linhas 1, 2 e 3

Em audiência pública nesta quarta-feira (6), companhia detalhou o edital de aquisição e instalação de 88 fachadas em 36 estações
Portas de plataforma de Oscar Freire

O Metrô apresentou nesta quarta-feira em audiência pública os primeiros detalhes do edital que contratará 88 fachadas de portas de plataforma e que serão instaladas em 36 estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha. A surpresa é que paradas movimentadas como Jabaquara, Tucuruvi (Linha 1), Corinthians-Itaquera e Barra Funda (Linha 3) não fazem parte desse contrato.

Pelo que apurou o site, elas ficarão para um segundo contrato, mas por razões não esclarecidas. A empresa diz que espera lançar o edital no segundo semestre, porém, o blog Ferroviando revelou que a intenção é que ele seja publicado ainda em julho (veja mais detalhes).

O Metrô fala em assinatura do contrato no início de 2019 e 56 meses de prazo de execução. Ou seja, dentro dessa perspectiva, o trabalho seria concluído por volta do final de 2023. “As portas serão implantadas nas estações de maior demanda e permitirão a redução do número de interferências na via, aumentando a regularidade da circulação dos trens e a segurança dos usuários”, diz nota da companhia enviada ao site.

Embora não tão comum nos metrôs mundo afora, as portas de plataforma têm várias utilidades, entre elas evitar atrasos por conta de interferências de usuários no fechamento das portas, e o principal, evitar quedas nas vias e acidentes graves. Sua implantação, no entanto, não é tão simples. É preciso preparar a plataforma para receber todo o peso do equipamento, além de sistemas que interajam com os trens para sincronizar a abertura e fechamento de ambas as portas.

Hoje apenas as linhas 4-Amarela e 15-Prata possuem portas em toda sua extensão. A Linha 2 e a Linha 5 têm 3 e 2 estações com o equipamento, respectivamente, enquanto a Linha 3 possui apenas uma estação, Vila Matilde, cujo contrato acabou gerando vários problemas na execução. Veja abaixo as estações que receberão as portas de plataforma, também chamadas de PSDs:

Estação Linha Quantidade de fachadas
Conceição 1-Azul 2
São Judas 1-Azul 2
Saúde 1-Azul 2
Praça da Árvore 1-Azul 2
Santa Cruz 1-Azul 2
Vila Mariana 1-Azul 2
Ana Rosa 1-Azul 2
Paraíso 1-Azul e 2-Verde 4
Vergueiro 1-Azul 2
São Joaquim 1-Azul 2
Liberdade 1-Azul 2
São Bento 1-Azul 2
Luz 1-Azul 4
Tiradentes 1-Azul 2
Armênia 1-Azul 2
Portuguesa-Tietê 1-Azul 2
Carandiru 1-Azul 2
Santana 1-Azul 2
Jardim São Paulo 1-Azul 2
Parada Inglesa 1-Azul 2
Marechal Deodoro 3-Vermelha 2
Santa Cecília 3-Vermelha 2
República 3-Vermelha 4
Anhangabaú 3-Vermelha 2
1-Azul e 3-Vermelha 8
Pedro II 3-Vermelha 2
Brás 3-Vermelha 4
Bresser-Mooca 3-Vermelha 2
Belém 3-Vermelha 2
Tatuapé 3-Vermelha 4
Carrão 3-Vermelha 2
Penha 3-Vermelha 2
Guilhermina-Esperança 3-Vermelha 2
Patriarca 3-Vermelha 2
Artur Alvim 3-Vermelha 2
Consolação 2-Verde 2

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

2 Comentários

Click here to post a comment
  • E as outras estações da Linha 2-verde?? Não tem sentido algum priorizarem estações ermas como Jd. SP e Pça da Árvore, e não as de maior fluxo, como PBF, Tucuruvi, Itaquera, Jabaquara!! Tá me cheirando super faturamento isso, pra variar.

  • Estações de Terminal já terão portas logo antes destas e devem ser instalados nos proximos anos por isso não entraram nesta demanda

Posts mais compartilhados

AUTOO