A um mês da promessa de inauguração, ritmo das obras de Santa Cruz e Chácara Klabin é lento

Governo prometeu finalmente conectar a Linha 5 às linhas 1 e 2 em junho, mas trabalho perdeu velocidade após saída de Alckmin
Bloqueios em Santa Cruz: prazo relaxado (Metrô)

Não se pode dizer que o cenário surpreende afinal ele já é conhecido de outras épocas: político acelera as obras a fim de participar da inauguração e depois que deixa o cargo tudo volta ao normal. Ou seja, ritmo lento e previsões mais distantes. É o que se vê agora nas obras de ampliação da Linha 5-Lilás, após a saída de Geraldo Alckmin do governo do estado para concorrer à Presidência da República.

A linha hoje conta com 11 estações em horário pleno e uma em operação assistida e deve ficar completa quando ganhar outras cinco paradas até o final do ano. A ampliação crucial, no entanto, envolve as estações Santa Cruz e Chácara Klabin que finalmente conectarão a linha 5 às linhas 1 e 2 do Metrô. Com isso, estima-se que toda rede sofrerá mudanças em seu fluxo pela possibilidade de alterar alguns caminhos hoje usados – além de chegar a regiões até então não atendidas por trilhos.

Durante a abertura de Moema, em 6 abril, o governo prometeu abrir quatro estações (além das duas citadas também AACD-Servidor e Hospital São Paulo) em 60 dias, ou seja, no início de junho. Portanto, estaríamos a um mês da tão esperada inauguração, mas o que se vê nesses canteiros em nada lembra o corre-corre que presenciamos em Moema ou mesmo em Borba Gato, aberta no ano passado.

Sem a pressão eleitoral as duas estações de conexão seguem num ritmo relativamente tranquilo, de acabamento e instalação de sistemas. Imagens de abril publicadas pelo Metrô mostram os bloqueios sendo instalados em Santa Cruz, porém, detalhes como vidros da clarabóia somente nesta semana começaram a ser aplicados. É possível que haja tempo para que elas sejam finalizadas o suficiente para a inauguração mas a grande dúvida está no sistema de sinalização, o sempre lembrado CBTC, necessário para que os trens possam chegar até o final da linha.

Desde a abertura de Moema, ou seja, há exato um mês não há mais testes aos domingos e a própria estação mais nova da linha continua funcionando em horário limitado ao contrário de Eucaliptos que passou apenas 30 dias em testes.

A ironia é que as duas estações seguintes estão praticamente finalizadas há meses. AACD Servidor, por exemplo, ficou pronta muito antes de Eucaliptos e Moema e terá um impacto importante na mobilidade de pessoas que utilizam os hospitais do entorno. Porém, o Metrô optou por esperar para abri-la.

Concessão próxima

Para completar, a Bombardier, responsável não só pelo CBTC como também pelas portas de plataforma, está correndo para instalar o equipamento em Santa Cruz e Chácara Klabin que, pelo seu grande movimento, não poderiam funcionar sem esse recurso – nas demais, com exceção de Brooklin, elas seguem sem previsão.

Outra contagem regressiva que já está contando é a da concessão à Via Mobilidade, concessionária que venceu o leilão em janeiro. A empresa deverá assumir a linha no início de agosto, ou seja, em 90 dias.

A redução no ritmo das obras também pode ser vista em São Paulo-Morumbi, prometida para julho, mas que está ainda na parte civil, e também nas quatro estações restantes da Linha 15. Apesar disso, a pressão eleitoral pode fazer com que haja uma nova aceleração para acabar essas obras, isso porque o atual governador Márcio França, que é candidato a reeleição, tem até o dia 7 de julho (90 dias antes do pleito) para participar de inaugurações. Ou seja, preparem-se para a volta da correria.

Veja também: Linha 13 Jade passa a funcionar todos os dias

Plataforma de AACD (Metrô)
Total
57
Shares
22 comments
  1. Como sempre otimo artigo seu Ricardo ! Confirma de forma clara e cristalina aquilo que todo mundo sabia, falta muito para terminar as paradas Santa Cruz e Chacara Klabin da linha 5 !
    Se for terminar em junho vai ser muito proximo do dia 30 de junho, com possibilidade de escorregar para julho 2018 ?
    Quanto a parada Morumbi da linha 4 amarela, ta claro que julho ta quase impossivel ! agora tem que ver se agosto ou setembro sao meses possiveis ?

    1. julho de 2018? sinceramente espero que não, mas tudo é possível….

      mudei de trabalho no começo do ano, pensei que por morar em moema, proximo ao metro eucaliptus era so esperar a integração com a linha azul e sucesso! so que nao.

      Não sei se boto fé que ainda esse ano poderei ir de metro ao trabalho

      triste…

  2. Está com cara de que estão empurrando essas obras pra serem inauguradas próximo as eleições, o que indica que devem ficar prontas em setembro ou outubro.

  3. Poderiam fazer uma linha de monotrilho do terminal Santo Amaro/Largo Treze até o terminal Parelheiros com integração no terminal Jardim Ângela e terminal Jacira..

  4. Vendo os vídeos divulgados pelo Metrô essa semana, dá pra se ter uma noção de que a coisa ainda tá meio longe. Ainda não entendi porque já não inauguraram AACD-Servidor e Hospital São Paulo. E em Chácara Klabin, só mostram aquele caixote que parece um portal pra outro universo. Nunca mostraram imagens no interior da estação. E outra coisa que reparei agora: alguma notícia das passagens entre a linha 5 e as linhas 1 e 2?

  5. Mas para o Paulista e paulistano, está bom manter o PSDB no poder desde 1993, não? Então, acho é pouco. Esse é o preço que se paga por votar errado.

    Nunca dão chance e outro candidato de outro partido e muitos acham que é só PT e PSDB….então é isso que dá!

  6. Eu aguardo ansiosamente essas integrações, principalmente a com a linha Azul (Santa Cruz). Moro na região do Capão Redondo e às vezes preciso ir no centro velho ou na zona Norte (pro terminal do Tietê, por exemplo) e a integração da linha Lilás com a Azul me seria bastante útil. A zona norte fica extremamente longe do extremo sul (Capão Redondo). Isso sem falar que em breve poderei começar a fazer curso próximo ao metrô Armênia (linha Azul). Com essa integração, chegaria mil vezes mais rápido lá.

  7. Façam um artigo falando sobre como essas integrações serão (arquitetura das estações, detalhes, túneis, escadas rolantes, etc). Isso se puderem, é claro.

  8. Meu tio que trabalha no Metro disse que AACD e Hospital Sp abrem em junho e as duas integrações em Julho.

  9. A velocidade esta bem abaixo do esperado, mas torcemos para que pelo menos fique pronto nos próximos meses, será de grande ajuda para a cidade.

  10. Ótima reportagem! A Via Mobilidade deve pressionar o governo à entregar as estações praticamente prontas o quanto antes porque quanto mais cedo o período de testes começar, mais rápido eles conseguem cobrar.
    Acho impressionante a demora para entregar as estações Santa Cruz e Chácara Klabin devido ao impacto positivo que elas terão nas baldeações da Paulista e da Pinheiros, na diminuição do fluxo de carros e na redução da lotação nos ônibus em direção ao Itaim, Brooklin e Vila Olímpia.

  11. Com este lengalenga de sempre (novidade!) estação Santa Cruz está mais para Santa Crua.

  12. Liguei no metro e disseram que AACD e Hosp SP seriam inauguradas até o fim do mes. Tomara que dia 30. Lembrando que o governador só poderá participar das inauguraçoes até dia 07.09. Então espera a corrida maluca para fazer material de propaganda politica. Sempre a mesma safadeza. O povo que se lasque

    1. O que eles disseram sobre as integrações (Santa Cruz e Chac. Klabin)? Quando que elas serão entregues?

  13. Gostaria muito de saber o que significa os “calombos” que fizeram na calçada em frente a futura estação Santa Cruz – linha lilás e agora pintadas de amarelo e preto??!!!!!! Não consigo entender… Alguém saberia???? Está muito estranho e ridículo.

    1. Nossa também quero saber, parece um trabalho extremamente porco. Provável erro de projeto. Inadmissível pensando em pessoas com mobilidade reduzida.

  14. Alguma novidade sobre abertura de horário comercial da estação Moema? Parabéns pelo trabalho!

  15. Cara, que notícia absolutamente triste…já não acredito nem que serão inauguradas este ano…mais um ano, eu espero esta integração desde 2014, ano que foram prometidas estas integrações…mas, mais uma vez, cometi a estupidez de ter esperança que, como está lá no site do Metrô, seriam inauguradas entre maio e junho de 2018. Nada novo, de novo, nesta terra.
    Um grande abraço

Comments are closed.

Previous Post

Associação lança guia para utilização de transporte sobre trilhos no Brasil

Next Post

Edital de concessão das linhas 8 e 9 da CPTM entra na reta final

Related Posts