Metrô volta a lançar concessão de áreas comerciais da Linha 3-Vermelha

Primeira licitação acabou fracassada após um interessado entregar proposta abaixo do valor desejado pela companhia
Linha 3-Vermelha deve ganhar mais espaços comerciais (Jean Carlos)

O Metrô de São Paulo voltou a lançar a concessão de uso de áreas comerciais em 16 das 18 estações da Linha 3-Vermelha. O novo certame tem a sessão de recebimento de propostas marcada para o dia 20 de maio às 10h.

Trata-se da segunda tentativa de repassar cerca de 4 mil m² de áreas disponíveis para implantação de lojas e serviços no ramal mais movimentado da rede paulista. O Metrô já havia publicado a mesma licitação em agosto do ano passado, mas a sessão de recebimento de propostas teve apenas um interessado, a empresa RZK Concessões, que administra as áreas comerciais da Linha 1-Azul.

Na ocasião, a RZK fez uma oferta extremamente baixa, de apenas R$ 2 milhões pela outorga do espaço, a despeito da área mais abrangente que nas concessões das linhas 1 e 2. São mais de 4 mil m² contra 1.200 m² na Linha 1 e 1.400 m² na Linha 2. Na linha Verde foram R$ 10,6 milhões enquanto a RZK ofereceu R$ 12,5 milhões pelo espaço na Linha Azul.

Na ata da primeira licitação consta também um pedido da RZK para que o Metrô reduza sua participação na receita bruta da concessão, que prevê que 55,7% dos valores aferidos sejam repassados para a companhia estadual caso o faturamento mensal ultrapasse R$ 2,3 milhões.

As estações envolvidas na concessão são Corinthians-Itaquera, Artur Alvim, Patriarca, Guilhermina-Esperança, Vila Matilde, Penha, Carrão, Tatuapé, Belém, Bresser-Mooca, Pedro II, Sé, Anhangabaú, República, Santa Cecília e Marechal Deodoro.

Metrô tentou licitar áreas mas só recebeu uma proposta na primeira vez (Jean Carlos)

 

Total
7
Shares
Previous Post

CPTM tem aprovação recorde em 2021 e atinge 85% de avaliações positivas

Next Post

Confira como está a estação Capuava da Linha 10-Turquesa após sua reabertura

Related Posts