Estação Brooklin: primeiras viagens de testes sem passageiros em maio (Metrô)

Nesta segunda-feira, 1º de maio, o Metrô fará, ao que tudo indica, um teste do sistema CBTC em condições semelhantes a encontrada em dias úteis, quando há a maior demanda da Linha 5-Lilás. Para isso, o ramal estará novamente fechado até às 15h30 – o serviço será atendido por PAESE. Se tudo der certo, a nova Frota P de trens deverá assumir a operação completa da linha durante maio, um preparativo para as futuras inaugurações do novo trecho.

Segundo o blog apurou, haverá também testes entre as estações Adolfo Pinheiro e Brooklin, incluindo a passagem por Alto da Boa Vista e Borba Gato, que devem ser inauguradas em julho, conforme promessa do governo. Essas primeiras viagem pelo novo trecho estariam marcada para começar a partir do dia 10 de maio, segundo funcionários da obra.

Para isso é preciso que o trecho seja energizado, o que deve estar perto de ocorrer já que o Metrô já tem autorização para utilizar a subestação Bandeirantes, que fornecerá energia elétrica para a linha.

Dois meses de correria

Se quiser mesmo abrir, mesmo quem em horário restrito, as novas estações da Linha 5, o governo terá de pressionar os consórcios a acelerar as obras das três estações. Mesmo Brooklin, a mais adiantada delas, ainda exibe muito trabalho a fazer. As portas de plataforma, também chamadas de PSD, não começaram a ser instaladas, embora seja possível abrir o trecho sem elas. Bloqueios e o SSO, por exemplo, também estão por ser trabalhados.

Já Alto da Boa Vista e Borba Gato, que são de responsabilidade do mesmo consórcio, estão bem mais atrasadas, sobretudo a última. Alto da Boa Vista já exibe o acesso em formato de concha assim como a estrutura básica do acesso secundário, enquanto o prédio técnico começa a receber acabamento. Internamente, ela está bem atrás de Brooklin. Já Borba Gato ainda trabalha nos acessos e na preparação para pavimentação do trecho da avenida Santo Amaro hoje ocupado pelo canteiro. Algumas escadas rolantes chegaram ao local nas últimas semanas. Os próximos dois meses deverão ser bem intensos.