CPTM Destaques Linha 7

Alegando falta de dinheiro, CPTM suspende obras da estação Francisco Morato

Construção da nova estação da Linha 7-Rubi deve ficar paralisada por cerca de 120 dias, segundo nota do governo do estado
Obras na estação Francisco Morato

Nota atualizada em 20/03/2012 com resposta da CPTM sobre a paralisação.

Obra que há anos passa por incertezas, a nova estação de Francisco Morato teve seus trabalhos suspensos novamente. Segundo revelou o site Diário da CPTM, a construtora responsável pela obra da Linha 7-Rubi, desmobilizou o canteiro na última sexta-feira (15), mantendo apenas atividades necessárias para manter o local em condições de receber os equipamentos e pessoal.

Em nota enviada ao site, o governo do estado justificou a medida por conta da receita frustrada, baseada numa estimativa exagerada pela gestão de Márcio França. Por essa razão, o governo de João Doria diz ter precisado fazer um contingenciamento de R$ 10 bilhões que incluiu a suspensão da obra.

Nesta quarta-feira, a CPTM enviou nota ao site revelando ter obtido condições de financiar a construção: “A Secretaria de Transportes Metropolitanos conseguiu recursos necessários para zerar o débito da obra da estação Francisco Morato da CPTM e determinou a sua retomada“.

Novela sem fim

A estação Francisco Morato é uma das mais movimentadas da Linha 7-Rubi e ponto de conexão entre os trens que seguem e retornam para Jundiaí. A atual construção, precária, deveria ter sido substituída por um prédio maior e mais moderno há tempos, mas a falta de recursos e a desistência do primeiro consórcio em 2015 obrigaram a relicitá-la.

A nova licitação foi vencida pelo consórcio Telar-Spavias que começou os trabalhos há um ano e deveria entregá-la no final de 2020. Enquanto isso, seus mais 30 mil passageiros que passam diariamente por ela terão de conviver por muito tempo ainda com uma estrutura provisória.

Leia no Lulica
A nova onda da proteína vegetal 30/6/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Airway