Com dívida bilionária, SuperVia entra com pedido de recuperação judicial no Rio

Concessionária foi criada em 1998 para operar cerca de 270 km de trilhos de subúrbio no Rio. Apesar da crise financeira, tarifa cobrada passará para R$ 5,90 em julho, uma das mais altas do país
Trem chinês usado na Supervia no Rio (GERJ)

A SuperVia, concessionária de trens urbanos do estado do Rio de Janeiro, entrou nesta terça-feira, 8, com pedido de recuperação judicial junto ao Tribunal de Justica do Rio.

“Com agravamento da pandemia e da crise econômica e social do Rio de Janeiro, a recuperação total do fluxo de passageiros está prevista apenas para 2023”, disse a SuperVia em comunicado a imprensa.

Antes da pandemia, a concessionária transportava, em média, 600.000 passageiros por dia. Hoje, a média caiu pela metade: 300 mil. De acordo com a concessionária, seria necessário uma média mínima de 450 mil passageiros/dia para cobrir os custos da operação.

As dívidas da SuperVia chegam ao redor de R$ 1,2 bilhão e os principais credores são o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e a Light, concessionária de energia do estado.

No próximo dia 1º de julho, a tarifa nos ramais operados pela SuperVia passará para R$ 5,90, uma das tarifas do sistema de trens mais caras do Brasil.

A concessionária é controlada pela GUMI – Guarana Urban Mobility Incorporated desde maio de 2019, quando assumiu a empresa das mãos da Odebrecht, sua proprietária a partir de 2010.

Criada em 1998 para operar os trens de subúrbio do Rio, a Supervia tem hoje cerca de 270 km de trilhos sob sua responsabilidade, que são atendidos por 201 trens em 104 estações.

Total
0
Shares
10 comments
  1. Boa noite. Guaraná Mobilidade. O Brazil não é para levar a sério. Já vi associação de transporte de trilho dar prêmio para essas concessionárias. Olha que excelência. Triste para o povo do RJ.

  2. Deus me livre de pagar R$5,90 pra andar em estações precárias e nada seguras. Ainda que tenha seus problemas (alguns até semelhantes), a CPTM é um luxo perto da SuperVia, a prova de quem nem sempre concessões tem qualidade.

  3. Espero que o “peso” do estado de São Paulo não permita uma precariedade nós trens de subúrbio, sou a favor das privatizações, mais é uma pena ver a CPTM ser vendida no seu melhor momento.

  4. Alem de 5,90 reais, não rem integração com outros modais.

    E hoje foi mais um descarrilamento. Tem acontecido vários.

    É um sistema precário. Precisa de muito investimento e tarifa mais acessível para melhorar.

  5. Cada comentário mais ridículo quero outro.
    Ficam torcendo pra Concessionária se ferrar e esquecem que foi a queda de passageiros que provocou a recuperação judicial
    Agora , sabe quem vai pagar a queda de faturamento do Metrô e da CPTM?
    O povo como sempre , já que elas são inquebraveis e não podem pedir recuperação judicial

  6. de todos os comentarios ridiculos, talvez o seu seja o campeao!

    a supervia já está situaçao ruim há muito tempo. a pandemia só agravou. o serviço prestado é pessimo. nao precisa nem torcer para dar errado, ele já é erado por conta propria.

    quem paga a queda de faturamento da CPTM e do METRO é o governo do estado de SP, assim como tambem paga o lucro da CCR, como pagou 1 bilhao há pouco mais de 1 mês. sem contar que a queda de faturamento da CPTM e METRO tambem envolve a remuneraçao prioritaria na camara de compensaçao das concessionarias,

    1. Cara você é uma piada
      Se quem paga a queda de faturamento do Metrô e da CPTM é o Estado , somos todos nós que pagamos, simples assim..
      Quanto ao 1 bilhão para a CCR trata se de pagamento de uma DÍVIDA e não premio mas parece que vc tem dificuldade de compreensão…
      Quanto a prioridade para recebimento na câmara de compensação, você investiria em um negócio sem garantia de pagamento na data correta ?
      Aliás você sabe direitinho como funciona a câmara ou só sabe do ouvir falar, de orelhada ?

      1. O fato é que metrô e cptm estatais são infinitamente superiores à privatizada supervia, mesmo que o passageiro pague pelas dívidas. Até porque todos os problemas financeiros da supervia também são repassados para o passageiro. E a supervia sempre foi o cúmulo do lixo e da desgraça, mesmo antes da pandemia. A supervia e o metrô do Rio são privatizados e sempre foram duas porcarias que tratam o passageiro pior do que bicho selvagem. Muito trouxa quem defende essas drogas tipo ccr, supervia, metrorio e cia acreditando que serviços privados são melhores pra população, balela, o que interessa a esses empresários é lucro. Jamais eles vão querer investir gastando em melhorias no transporte público sabendo que o retorno financeiro não compensará.

      2. piada é alguem que usa a propria lógica contra seus proprios argumentos.

        é obvio que qualquer coisa que o estado venha a pagar, sai dos impostos do contribuinte.

        como vc mesmo mencionou, houve queda no faturamento da CPTM e METRO devido a pandemia, e por ser serviço essencial, e pela questao epidemiolgica necessita de menor aglomeraçao possivel, ambas as empresas tiveram q operar em sua totalidade, mesmo com publico muito menor. entao mais do que obrigaçao do estado em injetar dinheiro.

        sobre o 1 bilhao da viaquatro, nao se trata de divida, trata-se de multa. e essa multa vem do mesmo imposto do contribuinte que vc reclamou acima. entao o governo nao pode injetar dinheiro numa estatal que teve queda de arrecadaçao durante uma pandemia, mas tudo ok pagar uma multa bilionaria por atraso na entrega de obras, sendo que as empreiteiras, os diretores e todos os responsaveis pelo projeto saem ilesos, sem responder por esse rombo bilionario ??

        sobre a camara de compensaçao, sei muito bem como funciona, como surgiu e já li muito sobre. e vc sabe como funciona? ou só ouviu de orelhada?
        e qual a necessidade de investimento privado? sabe de onde vem o dinheiro da CCR? é só fazer um exercício de logica: o dinheiro que o estado diz nao ter, mas q iniciativa privada tem, sai justamente de concessoes publicas. seria como o empregado ter mais dinheiro que o patrao.
        por que todo investidor assume riscos “no mercado”, e as concessoes publicas sao risco zero e lucro garantido?
        por que o ROI das concessoes é maior até do que o ROI medio do mercado financeiro?
        por que a CCR é uma das maiores financiadoras do caixa 2 do PSDB? por que há diversas denuncias e inclusive acordos de leniencia da CCr em casos de corrupçao com o poder publico ??

        explica aí para gente.

Comments are closed.

Previous Post

Opinião: levar Linha 13 até perto do aeroporto ainda é melhor solução

Next Post

Canteiros de obras do Metrô começam a ser montados no Complexo Rapadura