Consórcio AeroGRU assina novo contrato para fornecer o People Mover de Guarulhos

Grupo já havia celebrado um acordo com a GRU Airport antes que o TCU suspendesse mudanças contratuais, segundo disse a concessionária na época
O People Mover de Guarulhos será fabricado pela Marcopolo

O governo federal anunciou nesta segunda-feira (2) que o consórcio AeroGRU (Aerom, HTB, FBS e TSINFRA) assinou o contrato de fornecimento dos três veículos do People Mover que ligará o Aeroporto de Guarulhos à Linha 13-Jade da CPTM.

O comunicado, no entanto, não esclarece por que o AeroGRU celebrou um novo acordo se a concessionária que administra o aeroporto, a GRU Airport, havia informado no ano passado que o contrato entre eles já tinha sido assinado. A informação consta da documentação enviada ao Tribunal de Contas da União, que chegou a suspender a alteração na concessão de Guarulhos para incluir o sistema APM (Automated People Mover).

Na época, a GRU Airport alegava que o contrato com a AeroGRU havia sido assinado e os trabalhos, iniciados, numa tentativa de convencer o TCU a liberar o processo.

“[A tecnologia] está sendo implantada no mundo inteiro e agora teremos aqui também no Brasil. Os veículos são muito bonitos, muito confortáveis e muitos seguros. Com o People Mover, o aeroporto de Guarulhos em São Paulo vai servir de exemplo para o mundo inteiro”, disse o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann.

O fornecimento dos veículos, batizados como APM Auster, será feito pela Marcopolo Rail, como mostrou o site recentemente. Além das empresas do consórcio, participam do projeto como parceiros a Schneider Electric, Minerbo Fuchs, Certifer, além da própria Marcopolo.

People Mover terá quatro estações e viagens a cada 6 minutos gratuitas (AeroGRU)

Sem prazo de entrega conhecido

Segundo o Ministério da Infraestrutura, o People Mover de Guarulhos terá um investimento de R$ 271,7 milhões, bancado exclusivamente por recursos oriundos da outorga que a GRU Airport paga à União – o montante será descontado da parcela anual devida pela concessionária.

Com capacidade para transportar até 2 mil passageiros por hora em cada sentido, o Aeromovel, solução criada no Rio Grande do Sul nos anos 70, realizará partidas a cada 6 minutos, com paradas nos três terminais e também na estação Aeroporto Guarulhos, da CPTM – a viagem será gratuita.

O Ministério da Infraestrututa, no entanto, não forneceu um prazo para que o sistema entre em operação. A expectativa é que as obras levem cerca de 18 meses, o que possibilitaria que o serviço fosse iniciado por volta do final de 2023 ou começo de 2024.

Total
14
Shares
6 comments
  1. Não deveriam ser 3 carros pelo menos pra poder ter manutenção periódica de um carro por vez?

    1. Olá, Victor, tudo bem? Na verdade, publicamos a informação errada. São três unidades, segundo documentos do processo. Obrigado pelo alerta.

  2. Há uma informação errada prestada pelo governo.
    Este tipo de trem NÃO está em implantação em vários lugares do mundo.
    O seu efetivo funcionamento é duvidoso.
    É o famoso barato é ruim.
    Enfim quem viver verá….

    1. Depende. A categoria “people mover” realmente foi implantada em vários locais do mundo, porém usando várias tecnologias diferentes. O trem pneumático (como o Aeromóvel) é uma dessas tecnologias, por exemplo.

      1. Exato
        Perple mover existe no mundo inteiro mas funcionando a ar só em Porto Alegre , numa linha bem mambembe
        Estive lá em visita técnica e não conseguiram comprovar a eficiência energética do sistema e sai bem mal impressionado

Comments are closed.

Previous Post

Estações da Linha 12-Safira receberão melhorias no sistema de combate a incêndio

Next Post

Metrô de São Paulo é uma das 15 empresas que podem operar nova linha em Quito, no Equador

Related Posts