Linha 9-Esmeralda da CPTM pode ganhar duas novas estações em 2021

Obras da estação Mendes-Vila Natal devem ser concluídas no início do ano que vem enquanto a futura parada João Dias é cotada para ser concluída no segundo semestre
Obras da estação João Dias da Linha 9 (iTechdrones)

Os passageiros que utilizam a Linha 9-Esmeralda, da CPTM, poderão ganhar mais duas opções de destino já em 2021. O ramal tem no momento três novas estações sendo construídas, Varginha, Mendes-Vila Natal e João Dias. Dessas a apenas Mendes-Vila Natal tem previsão de abertura no ano que vem, ainda no primeiro trimestre, mas num vídeo no Instagram nesta semana o diretor de  engenharia e obras da companhia, Marcelo Machado, a conclusão de João Dias deve ocorrer em cerca de um ano.

Ao explicar o andamento da obra para o presidente da CPTM, Pedro Moro, Machado explicou que “na programação ficou para o segundo semestre de 2021”. Apesar disso, a previsão oficial segue como 2022, inclusive no próprio texto do vídeo.

O otimismo com a possível antecipação da obra se justifica pela rapidez como os trabalhos evoluem. O acesso da estação já deve começar a receber colunas enquanto as plataformas já se encontram com as fundações executadas, poucas semanas após a CPTM desviar as vias da Linha 9 para liberar espaço para a construção.

Sem os entraves comuns em obras públicas, já que a estação está sendo construída pela Tegra, contratada pela empresa Brookfield, não há muitos empecilhos para que o cronograma seja cumprido. Ainda assim, vale lembrar que a CPTM – ou sua sucessora privada caso a concessão da Linha 9 e da Linha 8 saia antes disso – precisará executará a adaptação das vias e sistemas para incluir a nova parada.

Estação Mendes-Vila Natal em setembro de 2020 (iTechdrones)

Mendes-Vila Natal

Se João Dias ainda é uma possibilidade, Mendes-Vila Natal é praticamente uma certeza. Em artigo postado no Linkedin, o gerente da CPTM, Dirceu Pinheiro, explica alguns detalhes da obra, que será entregue no primeiro trimestre de 2021.

Segundo ele, nessa primeira fase serão entregues “as duas subestações (Dutra e Mendes), dois viadutos rodoviários (Micronésia e Jacopo Torriti), um viaduto ferroviário (VF3 estação Mendes), uma Estação de passageiro (estação Mendes/Vila Natal), trecho da Via Permanente e Rede Aérea (estação Grajaú até estação Mendes/Vila Natal) e a remodelação do Pátio Grajaú”.

Pinheiro explica que no momento a estação está recebendo acabamento e execução de  instalações elétricas, eletrônicas e hidráulicas. Além disso, os viadutos e viários da área estão sendo reconfigurados ao mesmo tempo em que o entorno é reurbanizado.

Com 4.500 m², a estação Mendes-Vila Natal deverá receber cerca de 13.600 passageiros por dia em 2025.  Ela contará com um elevador para passageiros com necessidades especiais, 2 escadas rolantes e 3 escadas fixas para o acesso às plataformas e na circulação entre pavimentos.

Total
23
Shares
5 comments
  1. Ricardo, faz um post com todas as obras que serão entregues no próximos 10 anos
    Como se fosse uma linha do tempo (por exemplo: 2021 Estação Vila Sonia (linah4), Estação Mendes-Vila Natal(linha9), Portas PSD linha 1, Estação Jardim Colonial […]; 2022 Estação xxx linha 17 […] etc.).

    E se quiser ter trabalho você poderia colocar a data que o governo está anunciando e a data da sua expectativa de quando será entregue xD

  2. Caso esta concessão das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda sejam planejadas e executadas, além das ações do operador privado deverão incluir a construção da nova estação Ambuitá, em Itapevi, e as três novas estações sendo construídas na Linha-9, Varginha, Mendes-Vila Natal e João Dias, e prioritariamente da extensão da Linha 9-Esmeralda na Estação Integradora Unificada da Lapa, promovendo a conexão e integração entre as Linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 9-Esmeralda e 8-Diamante.

    Também é fundamental e imprescindível que se priorize e construa a Estação Unificada Água Branca que faz parte da Linha 6-Laranja, também a Estação Bom Retiro e se revitalize a Estação terminal Júlio Prestes que hoje está subutilizada para receber os trens metropolitanos e o provável futuro Trem Intercidades procedentes desta região.

    As estações e melhorias na CPTM, deveriam ser prioritárias antes de se divulgar novas linhas do Metrô com fins eleitoreiros, pois conforme fiscalização do Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgados, “Metrô e CPTM têm mais de quarenta projetos atrasados ou paralisados, a lista de obras e projetos do estado que estão incompletos, em um montante de cerca de R$ 50 bilhões em contratos dos quais quase R$ 40 bilhões envolvem o transporte sobre trilhos, o que demonstra uma grande irresponsabilidade com o erário público.

      1. Existe sim e é viável se estender a Linha 9- Esmeralda até a Lapa e as atuais linhas 7 e 10 sempre foram unificadas quando eram RFFSA, e é perfeitamente possível se forem ampliadas, reformuladas e construídas novas estações entre a Lapa e o Pari.

        De acordo com dados da própria CPTM, são as seguintes as demandas mensais das Linhas 7-Rubi e 10-Turquesa no ano de 2020;
        Fevereiro (antes da pandemia) – Linha 7- ~7.700 mil , linha 10- ~7600 mil
        Agosto (durante a pandemia) – Linha 7- ~5.070 mil , linha 10- ~4800 mil, ficando comprovado que não existe praticamente diferenças entre elas, os gestores tem que entender que o investimento deve ser voltado para a construção e reforma das estações, e não na troca de trens, e sempre dando prioridade para as linhas de maior demanda.

        É muito mais econômico e rápido de que se executar novas linhas de metrô.

Comments are closed.

Previous Post

Vídeos recentes mostram as novas estações Morumbi da Linha 17 e Vila Sônia da Linha 4

Next Post

Tatuzão já construiu 700 metros de túnel da futura Linha Leste do Metrô de Fortaleza

Related Posts