CPTM assina 3º aditivo para obras de energia no trecho Grajaú-Varginha

Prolongamento de seis meses ao contrato dará maior margem para que os serviços e testes possam ser finalizados em tempo hábil
Subestação Mendes (CPTM)

A expansão da Linha 9-Esmeralda da CPTM é um dos principais empreendimentos em curso na ampliação do sistema sobre trilhos. Essa expansão contará com um acréscimo de 4,5 km de extensão da rede, duas novas estações e uma demanda estimada de 110 mil passageiros por dia. Para que essa nova demanda possa ser plenamente atendida, são necessárias não apenas as obras das estações em si como também na ampliação do fornecimento de energia elétrica.

Contratos para aumento na demanda na Subestação de Cidade Dutra e de distribuição de energia para a estação de Mendes-Vila Natal foram formalizados recentemente. Tendo em vista a necessidade de expansão do sistema elétrico de tração, a CPTM firmou o terceiro aditivo para dar continuidade às obras e viabilizar a chegada do trem no extremo sul da cidade de São Paulo.

O aditamento

A CPTM assinou no dia 30 de abril o terceiro aditamento no contrato que visa a prestação de serviços de engenharia para elaboração de projeto executivo, fabricação, fornecimento e implantação do sistema de suprimento de energia de tração da extensão da Linha 9-Esmeralda entre Grajaú e Varginha. A empresa responsável pelas obras é a Siemens Mobility Soluções de Mobilidade Ltda.

O contrato foi acrescido em mais seis meses para que a empresa contratada possa realizar a finalização das obras remanescentes. Ainda há um prazo de 6 meses para que a empresa possa realizar a operação assistida. Ao todo o prazo contratual passa a ter 39 meses ao todo. Não há alteração no valor do contrato.

Aditamento publicado no Diário Oficial do Estado (DOE)

Os principais serviços se dividem em três grandes pontos: a construção da Subestação de Mendes; a construção da Cabine Seccionadora de Varginha; e as obras de ampliação de potência da Subestação Cidade Dutra. Tais obras são vitais para que seja viabilizada a chegada dos trens até as novas estações, assim como permitir que uma maior oferta de trens possa atender a região, uma vez que uma grande demanda de viagens é esperada na região.

Conclusão

As obras no trecho entre Grajaú e Varginha são de fundamental importância pra que a CPTM possa viabilizar sua presença na região e realizar o atendimento a uma grande população residente no extremo sul da cidade de São Paulo. A intenção do governo é de entregar a primeira das duas estações, a de Mendes-Vila Natal, até o fim do primeiro semestre. Tudo indica que poderá ser a última entrega feita pela CPTM na Linha 9-Esmeralda, uma vez que a concessionária ViaMobilidade, vencedora do processo de concessão das linhas 8 e 9, assumirá em breve os trechos.

Apesar da assunção dos dois trechos ferroviários pela iniciativa privada, ficou a cargo do governo do estado, através da CPTM, a finalização das obras de expansão até a estação Varginha.

Total
7
Shares
Previous Post

Linha 9 teve trecho interrompido devido à queda de carro de ponte

Next Post

Justiça determina volta da gratuidade para transportes geridos pelo governo do estado

Related Posts