Destaques Linha 13

CPTM divulga imagens das obras da Linha 13-Jade

Novo ramal que ligará o Aeroporto de Guarulhos à rede metroferroviária corre para ser entregue até março de 2018

Viaduto estaiado avança: ele precisa estar pronto para a linha ser inaugurada (CPTM)

Ao contrário do Metrô, que costuma publicar informações a respeito do avanço das obras, a CPTM não possui espaço dedicado a esse serviço em seu site. Felizmente, a empresa divulgou em sua página no Facebook algumas fotos que mostram o avanço das obras da Linha 13-Jade, conhecida por prometer uma ligação da rede metroferroviária com o Aeroporto de Guarulhos, o maior do país.

As imagens revelam o avanço contínuo da obra, que envolve mais de 12 km de vias e três estações, uma delas já parcialmente entregue. O que mais chama a atenção, no entanto, é o viaduto estaiado que está sendo erguido na confluência entre as rodovias Hélio Smidt e Ayrton Senna. Composto por duas torres, o viaduto já está na metade da construção, aproximadamente. Ele é o gargalo para que a promessa de entrega em março de 2018 possa ser cumprida.

E a situação não parece fácil: embora tenha progredido bem, ainda falta um bom trecho para que as pontas se conectem, como é possível ver na galeria abaixo.

Se o viaduto é o foco das atenções, no restante da linha os trabalhos já estão na reta final. É possível ver trechos com catenárias e trilhos instalados. Outro parte importante e que deve ser concluída em breve são as novas vias localizadas ao lado da Linha 12-Safira. Para facilitar o tráfego de veículos que cruzam a região a CPTM decidiu elevar o leito dos trilhos e assim criar novas passagens subterrâneas redimensionadas.

Já as estações Aeroporto Guarulhos e Guarulhos CECAP estão quase prontas. Equipamentos como elevadores e escadas rolantes estão sendo finalizados assim como acabamento segue na reta final.

Demanda alta

Apesar de ter apenas 12 km e não chegar diretamente a nenhuma linha do metrô (exceto nos serviços especiais), a Linha 13 deve apresentar uma demanda alta. Isso porque a região por onde passa carece de transporte sobre trilhos. De quebra, o aeroporto possui uma legião de funcionários que devem optar por ela para chegar a seus empregos. E há os passageiros que preferem o transporte público, mais barato, em vez de ir de automóvel, táxi ou o caro ônibus executivo disponível.

A Linha 13 deve começar a funcionar com trens das séries 8500 ou 9500, que estão sendo entregues no momento. Os oito trens da Série 3500, comprados para ela e que terão diferenciais como bagageiros, só devem chegar no final de 2019.

Veja também: Veja como serão os trens da Linha 13-Jade que atenderá o aeroporto de Guarulhos

Visão da plataforma da estação Aeroporto Guarulhos (CPTM)

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Leave a Comment