CPTM prorroga contrato de segurança das linhas 7 e 10 e inclui sistemas de monitoramento

Aditamento contratual terá duração de 30 meses e inclui a implantação de sistema de vídeo monitoramento e de controle de acesso. O investimento será de R$ 145 milhões
Contrato de segurança patrimonial será estendido por mais 30 meses (Jean Carlos)

A CPTM publicou na quinta-feira (23) o extrato do aditamento para a prestação de serviços de vigilância e segurança patrimonial nas linhas 7-Rubi e 10-Turquesa, que atualmente é de responsabilidade da empresa Gocil.

Segundo o documento publicado, o aditamento do contrato prevê o acréscimo de mais 30 meses de prestação dos serviços a partir de 1º de outubro de 2022, com previsão de encerramento em abril de 2025.

O aditivo contratual também contou com acréscimos importantes para a segurança operacional, como a implantação de dois novos sistemas, o SCA (Sistema de Controle de Acesso) e o SVM (Sistema de Vídeo Monitoramento).

A estrutura do SVM deverá contar com equipamentos alugados, dentre eles estão inclusos mais de 1.200 câmeras de vigilância, monitores de LCD, além de toda a infraestrutura necessária para manter o sistema em pleno funcionamento que contratualmente teve seu início de implantação no começo do mês de junho.

Câmeras deverão ampliar o nível de segurança das estações (Jean Carlos)

Também está incluído no aditamento o próprio serviço de vigilância patrimonial que deverá contar com um corpo de 444 agentes divididos em período diurno e noturno. Equipamentos motorizados como carros e motos também contam no escopo do serviços de segurança.

O valor do aditamento de 30 meses somado à implantação do SVM e SCA chega a mais de R$ 145 milhões. O investimento permitirá a continuidade dos serviços de vigilância que, atrelados ao corpo de segurança próprio da CPTM, minimizam a quantidade de ocorrências, permitindo viagens mais tranquilas.

Total
13
Shares
4 comments
  1. Ah tá é a mesma empresa que deixa fumarem maconha no final da plataforma, mesmo depois de denunciar. Ou a mesma Gocil cujos seguranças conhecem e cumprimentam os vendedores ambulantes. Mesmo depois de denunciar. Já está na hora de investigarem a Gocil por ser conivente com as irregularidades nos trens da CPTM, principalmente linha 9 esmeralda.

  2. O que precisa mesmo é oferecer segurança aos empregados das estações, que são agredidos constantemente, com atuação quase zero da segurança.

  3. Lavagem de favores vê quem e dono da gocil amigo do psdbco.o sempre não prescisa no trem incomoda

Comments are closed.

Previous Post

Estação Penha será patrocinada pelas Lojas Besni

Next Post

STJ nega possível culpa do Metrô em queda de passageira na via em 2010

Related Posts