Estação Penha será patrocinada pelas Lojas Besni

Imagens e posts apareceram nas redes sociais neste domingo mostrando placas com os “naming rights” da rede de vestuário
Post das Lojas Besni anunciando o patrocínio

A estação Penha, a terceira do Metrô de São Paulo a ser renomeada parcialmente por uma marca de consumo, será patrocinada pelas Lojas Besni. O nome da rede de vestuário apareceu nas redes sociais neste domingo, 26, em imagens que mostram as placas da estação da Linha 3-Vermelha.

O Metrô havia leiloado a estação no ano passado para a empresa DSM – Digital Sports Multimedia, mas o primeiro contrato foi cancelado e uma nova licitação foi feita neste ano em que a mesma empresa de marketing saiu vencedora com uma proposta de mensalidade de R$ 105 mil por dez anos.

O contrato havia sido assinado dias atrás, mas aparentemente o cliente da DSM já estava decidido, a ponto de a própria Besni divulgar a informação em post em seus perfis. A estreia da marca, no entanto, está agendada para o dia 30 de junho, quinta-feira.

A Besni nasceu originalmente como King Day, em São Paulo, incialmente para produzir e vender sapatos masculinos e femininos. Em 1974, o nome é mudado para Besni, em referência a uma antiga cidade da Armênia, país de origem da família que a fundou. A rede de varejo tem ampliado sua atuação nos últimos anos, incluindo o comércio on-line a partir de 2020. Apenas na Grande São Paulo, a Besni diz ter 37 lojas.

Placa da esstação Penha já com o patrocínio da Besni (Reprodução/Redes sociais)

Assim como ocorreu nas estações Carrão e Saúde, o contrato de patrocínio é feito com a empresa DSM, que é a detentora dos “naming rights”, por meio dos leilões realizados pelo Metrô. Com Penha, encerra-se a definição das três estações originalmente oferecidas – Assaí em Carrão, Ultrafarma em Saúde e agora Besni na Penha.

O Metrô, no entanto, abriu duas novas licitações de renomeação parcial para as estações Clínicas e Consolação, ambas da Linha 2-Verde.

Das três estações patrocinadas, Penha é de longe a que promete ter a maior visibilidade já que a partir de 2026 receberá a Linha 2 e também a Linha 11-Coral, da CPTM.

 

Total
13
Shares
7 comments
  1. Assim não dá, o Metrô não pode continuar com isso e o novo governador tem que impedir que as estações da rede inteira sejam renomeadas, tem que ter outra forma de patrocínio e esse é ruim demais!

  2. O ideal nesse caso seria como o Santander fez, empreendimentos anexos às futuras estações tbm são bem vindos, pois geram receitas e atratividade

  3. Gente, que coisa vergonhosa kkkk
    Parece que o Metrô de São Paulo está matando cachorro a grito.

  4. Que coisa ridícula, tirem esse Silvani Pereira da presidência do Metrô! Isso de ficar mudando nome de estações é algo BIZARRO!

    Estão criando problemas e chamando de solução!

Comments are closed.

Previous Post

Veja o antes e depois da estação João Dias após receber nova comunicação visual

Next Post

CPTM prorroga contrato de segurança das linhas 7 e 10 e inclui sistemas de monitoramento

Related Posts