estação Eucaliptos, deve ser aberta na sexta-feira, dia 2 de março, de acordo com informações obtidas pelo site. Nesta manhã chegamos a reproduzir a data de sábado divulgada pelo site G1, mas tivemos a confirmação que o evento de inauguração está marcado para sexta-feira às 10h00.

A novela sobre a inauguração da 11ª parada da Linha Lilás persiste com vários adiamentos e previsões genéricas. O blog chegou a apurar que Eucaliptos seria aberta nesta quarta-feira, mas recebemos a informação que a data havia mudado para sexta-feira (02). Em visita à outra linha, a 17-Ouro do monotrilho, o governador Geraldo Alckmin prometeu inaugurar a nova estação no bairro de Moema “na próxima semana”.

A estação Eucaliptos estava prometida primeiro para dezembro do ano passado, mas depois foi reprogramada para janeiro e então a segunda quinzena de fevereiro, mas sem estipular datas. De acordo com o governo, a responsável pelo atraso é a Bombardier que não conseguiu entregar os sistemas de sinalização e controle dos trens a tempo, o chamado CBTC.

A última informação divulgada pelo Metrô é de que a empresa canadense ainda não havia homologado o novo trecho, que vai da estação Brooklin a Eucaliptos, passando por Campo Belo, a mais atrasada das paradas da Linha Lilás. O certificado de homologação deve ser entregue nesta quarta-feira ao Metrô, dando sinal verde para que a operação seja iniciada. A Cetesb emitiu a licença ambiental de operação na última sexta-feira (23), outro passo para que seja possível inaugurá-la.

Como o blog explicou, a estação Eucaliptos deverá abrir em horário reduzido em operação assistida como é de praxe, ou seja, sem cobrança de tarifa no novo trecho. O Metrô precisará utilizar um esquema de vias invertidas para permitir que os trens cheguem até o bairro de Moema, percorrendo os mais de 2 km nas duas vias.

Três estações em abril

Outra novidade é que as estações Moema, AACD-Servidor e Hospital São Paulo agora só serão abertas em abril e não mais em março. Das três, Moema está no final das obras civis enquanto as demais já se encontram praticamente prontas, com últimos trabalhos de acabamento. O Metrô não divulgou previsão para Santa Cruz e Chácara Klabin, as mais esperadas inaugurações por conta da ligação com as linhas 1-Azul e 2-Verde.

Ligação com o aeroporto

Aproveitando seus últimos dias de governo antes de se descompatibilizar do cargo para concorrer à presidência da República, Alckmin esteve neste sábado na estação Aeroporto Congonhas da Linha 17-Ouro. Ela conectará o aeroporto da capital ao sistema metroferroviário a partir do final de 2019, segundo o governo. Para isso está sendo finalizado um túnel que ligará o saguão inferior do terminal com a estação, localizada do outro lado da avenida Washington Luiz.

De lá, o passageiro acessará a plataforma do monotrilho por meio de escadas metálicas num esquema um pouco diferente das demais estações.

Em entrevista, Clodoaldo Pelissioni, secretário de Transportes Metropolitanos, afirmou que as conversas com o consórcio Monotrilho Integração, responsável pelas vigas-trilho e pelos trens e sistemas, continuam para que os trabalhos sejam finalizados baseados num novo cronograma. No momento, o trecho ao longo da Marginal Pinheiros está parado.

Atualizado em 27/02/2018

Colaborou Fernando Galfo

Estação Aeroporto Congonhas da Linha 17-Ouro (Fernando Galfo)