Estação Mendes-Vila Natal é inaugurada com homenagem desnecessária

Governador João Doria decidiu rebatizar nova parada da Linha 9-Esmeralda como “Bruno Covas”, em homenagem ao ex-prefeito, falecido neste ano
Plataforma da estação Mendes-Vila Natal (GESP)

O governador João Doria inaugurou simbolicamente na manhã da terça-feira, 10, a estação Mendes-Vila Natal, da Linha 9-Esmeralda.

No entanto, a nova estação começará a atender a população apenas a partir do dia 11 de agosto, entre 10h às 13h, com intervalos de 20 minutos entre cada partida. O serviço será gradualmente expandido, mas o governo não detalhou quando nem como.

A novidade do evento, que não contou com viagem até Grajaú, ficou por conta de uma declaração de Doria que pretende mudar o nome da estação para Bruno Covas, em homenagem ao prefeito de São Paulo que faleceu neste ano devido a um câncer.

“Quando nós começamos a obra, o Bruno estava conosco. Ele não está presencialmente hoje, mas ele está espiritualmente. Então, esta estação vai levar o nome do Bruno Covas, pro nosso orgulho, orgulho da sua família, orgulho de São Paulo, orgulho de seu avô, de seus pais, de seu filho, Tomás, que começa a trabalhar essa semana conosco. Bruno, esta homenagem é pra você que está aí em cima. E aqui embaixo, o povo estará utilizando a estação Bruno Covas”, afirmou.

Doria deve enviar a Assembleia Legislativa um projeto de lei para alterar o nome. Caso aprovado pelos deputados estaduais, irá para sanção do governador.

A medida, no entanto, é completamente fora de propósito. Por melhor que seja a intenção, o nome do ex-prefeito não tem relação nenhuma com a região como nome de rua ou bairro próximo a estação, o que é determinante para um nome de estação.

Além disso, haverá custos adicionais para adequar as placas novas com o novo nome. Caso já haja mapas com o nome da estação Mendes-Vila Natal, haverá a troca também.

Há formas mais efetivas e justas de homenagear uma pessoa de projeção que faleceu e certamente não é batizando estações.

Bloqueios e bilheteria da estação Mendes-Vila Natal (GESP)

Inauguração com viés eleitoral

Como este site previa, a abertura da estação Mendes-Vila Natal ocorreu por conta do “calendário eleitoral”. Tudo leva a crer que o novo trecho não está pronto na parte de sistemas, por isso o horário de funcionamento bastante limitado (3 horas apenas em períodos de baixo movimento).

O intervalo de 20 minutos é outro ponto que reforça essa impressão. É tempo mais que suficiente para que um trem apenas, isolado do carrossel normal, vá e volte pelos cerca de 2,5 km de vias de forma manual.

Embora seja sempre necessário iniciar esse tipo de operação de forma mais gradual fato é que a CPTM poderia ter esperado mais um tempo para integrar Mendes-Vila Natal ao sistema de sinalização e disponibilizar viagens conectadas ao resto da linha. Mas, pelo visto, pesou o fator político no cronograma do projeto, que já está vários anos atrasado.

Total
32
Shares
19 comments
  1. Espero que a ALESP não aprove essa mudança, se bobear Bruno Covas nunca sequer pisou nesse bairro.

  2. É pra isso que presta este calça apertada, para homenagear um cretino que aumentou seu próprio salário!
    O bom é que este falecido prefeito que não desfrutará de seu alto salário no inferno!

    1. O ruim é o vice-prefeito que ele nos deixou. Covas foi embora, mas deixou coisa pior na prefeitura.

  3. Inauguração foi por pressão politica….por isso que a CPTM teve que acatar. Se fosse por decisão técnica da cia, a estação será aberta só la para Novembro, com cerca de 1 mês de operação assistida…

    infelizmente politicos do PSDB são mestres em NÃO fazer, mas adoram um oba-oba!

  4. o bruno covas já foi homenageado, dá nome ao parque do rio pinheiros.. esse povo adora uma inter-badalação

  5. E a população pediu que o nome fosse alterado?

    Nem consultaram ninguém, simplesmente fazem o que querem. Bruno Covas não morava no bairro, provavelmente nunca chegou perto do local.

    Já virou palhaçada, é Rodoanel Covas, Av. Covas, Parque Linear Covas, agora estação Covas? A cidade mais parece um cemitério de tantas homenagens póstumas.

    Com todo respeito ao falecido e à família, Bruno Covas nem foi tão bom prefeito para a cidade. Uns dos seus últimos atos como prefeito foi aumentar o seu salário e dos demais políticos que o cercavam, e retirou a gratuidade dos idosos que utilizavam transporte público (que ironia).

    1. Todos os Covas foram péssimos prefeitos e governadores. Não entendo o motivo de tanta homenagem pra essa corja.

    2. Pra ser justo, o governo não precisa consultar a população para dar nome a estações. Ele vai mandar para a ALESP onde os deputados estaduais que teoricamente representam o povo vão decidir pela mudança.

      Por mim o governo e a prefeitura deveriam ser proibidos de prestar homenagens em ruas, praças, estações, rodovias… Deveria tudo ter nomes de coisas, de marcos geográficos, tipo Paraíso, Luz, Rodovia Caminho do Mar…

  6. Gostaria de saber quando será que o governador irá olhar mais para zona leste , em especial a linha 12 Safira , Que prometeram trens de 3 em 3 minutos , e reforma nas estações de Itaquaquecetuba…

  7. Apenas mais uma prova de que esse governador gosta de “brincar” com as empresas e o dinheiro público para atender interesses próprios.
    Na minha opinião, nenhum político deveria virar nome de equipamento público. Se quer homenagear alguém, que seja uma pessoa que tenha feito algo relevante para a sociedade local. Tem vários (as) líderes comunitários fazendo trabalhos excelentes por aí…

  8. Tá virando farra mudar nomes das estações da cptm pra homenagear amigos. Recentemente foi Ribeirão Pires e São Caetano do Sul, além de Santo André há alguns anos atrás.
    João Doria é um grande inútil, assim como Bruno Covas foi.

  9. deveria haver uma projeto de lei que nome de estaçao ficasse restrito apenas ao nome ou regiao do local onde está inserida, sendo este escolhido pelo corpo tecnico da companhia que fez estudo de impacto com o nome da estaçao.

    essa “inauguraçao” foi uma aberraçao, alem dessa fala, teve uma meia duzia de apoiadores pagos com faixas e gritos doria presidente.

    e o tal do homenageado, q era pau mandado do governador, fez uma pessima administraçao a frente da prefeitura. alem de aumentar os proprios salarios, gastou uma fortuna para uma reforma no Anhangabaú q vai entregar por muito menos do q se gastou para concessao, alem de reformas adminsitrativas q só ferraram o servidor municipal, sem contar a bucha q ele deixou q foi o vice corrupto, q escondeu a campanha toda. sem contar a compra de votos com cestas basicas na vespera da eleiçao.

    será q um dia ainda veremos um tucano preso e processado pelos crimes q cometem e cometeram?

  10. Boneco de cera estelionatário eleitoral estúpido, esse Dória traidor, trambiqueiro sujo e calça coladinha! Esse palerma faz uma inauguração porca, na base da gambiarra com intervalos longuíssimos, sem a subestação conectada à rede aérea, sem a sinalização de campo e até a regulagem e equalização da brita não tiveram a decência de fazer, pois a brita está remexida até nas vias da estação!
    O desgovernador mequetrefe ainda fez uma campanha eleitoral antecipada e aquele lixão do TSE nem para se mexer contra isso, pois se fosse o governo federal fazendo aquela pataquada toda, já agiria até de ofício sem ao menos ser provocado! Esse sujeitinho será banido da política no ano que vem, que seja!

  11. A homenagem realmente é desnecessária, pois já vai haver um belo parque linear com o nome do Bruno Covas, mas melhor o nome de alguém que fez algo pela cidade e estado do que de algum presidiário, entre tantos, da quadrilha petista.

Comments are closed.

Previous Post

CAF aprova empréstimo de quase R$ 2,9 bilhões para obras da Linha 2-Verde do Metrô

Next Post

Tribunal de Contas vê diversas suspeitas de irregularidades no contrato da Metra que incluiu o BRT ABC

Related Posts